04
jul

Saudável? Só que não! Conheça alguns alimentos que são verdadeiras “pegadinhas”

04 / jul
Publicado por Luana Ponsoni às 16:15

 

De acordo com especialista, peito de peru nunca foi opção saudável. Foto: divulgação

Na tentativa de adquirir hábitos alimentares mais saudáveis, muitas pessoas acabam, por conta própria, fazendo novas escolhas de acordo com o que a indústria alimentícia disponibiliza nas prateleiras. É nesse momento que a maioria acaba entrando em uma cilada muito comum: a opção por alimentos que parecem e são vendidos como saudáveis, mas, na verdade, passam bem longe desse conceito. O apelo publicitário comercializa produtos altamente processados, repletos de conservantes, estabilizantes, açúcares e gorduras, fazendo com que o consumidor nem sempre opte pela opção mais nutritiva.

Então, como identificar esses produtos e efetuar as devidas substituições? Embora muitos pensem que o peito de peru, por exemplo, seja uma opção mais leve, o médico da área de nutrologia Alexandre Andreani Paes Leme Giffoni alerta que esse alimento não é uma escolha saudável.

 

“É um item ultraprocessado e carregado de nitritos e nitratos, que são agentes carcinogênicos, além da alta quantidade de sódio, que pode causar a hipertensão arterial, aumenta o risco de AVC e o ganho de peso em função de inchaço e retenção hídrica. Na dúvida, melhor optar pelo frango grelhado, desfiado, peixes, ovos mexidos ou alguma outra proteína minimamente processada”

Dr. Alexandre Andreani Paes Leme Giffoni, médico da Equipe de Nutrologia do Hospital IGESP.

 

Outros alimentos que costumam enganar bastante são as barras de cereais e a granola. Apesar de terem índice considerável de fibras, são ricas em açúcar, fato que acaba empobrecendo o caráter nutricional desses alimentos. “Se o consumo é do agrado, a granola, por exemplo, pode ser substituída por uma porção de fruta enriquecida com aveia”, sugeriu Dr. Alexandre.

Muitas famílias trocaram o biscoito recheado pelos integrais, acreditando se tratar de escolha mais saudável. Foto: Divulgação

Dúvidas frequentes também surgem no momento de optar por biscoitos e bolachas, principalmente nas famílias que têm crianças. Na tentativa de deixar a alimentação dos pequenos mais saudável, muitos pais baniram as opções recheadas e passaram a comprar as integrais, ou que assim se apresentam. “A verdade é que, ao observar o rótulo, a diferença entre ambas é muito pequena. Os biscoitos integrais industrializados são repletos de açúcares e gorduras, para que tenham melhor sabor”, explicou.

DICA

Para uma alimentação verdadeiramente saudável, as melhores escolhas sempre serão as versões mais naturais possíveis dos alimentos. “Frutas, legumes, verduras, carnes, cereais e grãos pouco processados fazem parte de uma dieta equilibrada e devem preencher a geladeira e a dispensa de todos nós”, concluiu Dr. Alexandre Andreani Paes Leme Giffoni.


Veja também