14
ago

Especialista alerta sobre prevenção de lesões na corrida

14 / ago
Publicado por Gabriela Máxima às 8:28

Foto: Divulgação

Um dos esportes mais populares do Brasil, a corrida de rua proporciona muitos benefícios, mas especialistas alertam para os cuidados na prática da modalidade. De acordo com o médico ortopedista Bruno Massa, é importante realizar exercícios de fortalecimento, especialmente para a região do core, e educativos para prevenir lesões. O especialista ainda aponta que é comum corredores sofrerem entorse de tornozelo e esporão de calcâneo.

>> O papel do exercício físico no emagrecimento

>> A importância do exercício físico para manter o colesterol equilibrado

Ele explica a situação para a entorse de tornozelo. “É comum, principalmente quando há algumas irregularidades do piso. Na corrida de rua eventualmente o atleta passa por locais com desníveis, lombadas e valas e isso pode sim causar uma entorse”, comentou Massa, que completou sobre o tratamento. “Depende muito de quais estruturas foram lesadas, mas em geral envolve imobilização, controle do inchaço e da dor na fase inicial. Depois, manter a imobilidade do tornozelo, fortalecer a musculatura e, por último, voltar gradativamente aos treinos, dando atenção ao equilíbrio do corpo com exercícios voltados ao core e à propriocepção”, alertou.

FORTALECIMENTO DE CORE

 

“Por que trabalhar o core? Porque não adianta você trabalhar só o equilíbrio distal se o equilíbrio proximal, que é do nosso tronco, não está adequado. E claro, em alguns casos mais raros de entorse de tornozelo é obrigatório o tratamento cirúrgico. Para tratar é importante ter um médico que acompanhe. Para evitar faz-se um treinamento prévio. Por isso é importante trabalhar o core e a propriocepção, ou seja, o equilíbrio do corpo. E deve fazer parte do treinamento de todo atleta que corre na rua. Isso é fundamental”.

Ortopedista Bruno Massa

Já o esporão de calcâneo é uma inflamação que acomete estrutura chamada fáscia plantar e é muito comum em quem corre em especial quem tem encurtamento da musculatura da panturrilha. A fascite plantar ou esporão, em geral, melhora com fisioterapia associada a um calçado protetor, mas é importante ter certeza do diagnóstico para o tratamento ser mais efetivo.

O doutor Bruno explica que o tratamento pode ser feito com controle de dor e alongamento, além de fisioterapia. “Uma das causas do esporão é o encurtamento da musculatura da panturrilha. Nesse sentido, o alongamento é a melhor opção. Além disso, a atividade repetitiva da corrida também pode causar a inflamação.  O importante é que consiga distribuir melhor a pressão na hora da corrida”, concluiu.


Veja também