16
dez

Alimentos ultraprocessados e o risco de diabetes

16 / dez
Publicado por Luana Ponsoni às 18:01

Alimentos ultraporcessados são aqueles submetidos ao tratamento industrial e contém muitos ingredientes, incluindo aditivos químicos . Foto: Divulgação.

O abuso de comidas ultraprocessadas está associado a um maior risco de diabetes, que se soma aos perigos já previamente conhecidos de maior obesidade e de doenças cardiovasculares – revelou um estudo francês publicado nesta segunda-feira (16), no periódico americano JAMA Internal Medicine.

“O acúmulo de dados levou vários países, como França e Brasil, a recomendar que se favoreçam os alimentos não processados, (…) e se limite o consumo de alimentos ultraprocessados, em nome do princípio de precaução”, afirma parte da publicação.

Os alimentos são considerados ultraprocessados quando foram submetidos a um tratamento industrial e contêm muitos ingredientes, incluindo aditivos químicos.

Isso engloba, por exemplo, a maioria dos pratos congelados e refrigerantes. Em geral, são mais ricos em sal, gordura saturada e açúcar, mas pobres em vitaminas e fibra, segundo os pesquisadores.

O trabalho publicado nesta segunda-feira (16) se concentra no diabetes tipo 2 (quase 90% dos casos). Nessa condição o indivíduo produz o hormônio insulina, responsável por levar a glicose para dentro das células, mas apresenta problemas em seus receptores.

DIABETES TIPO 2

A diabetes tipo 2 é frequentemente associada à obesidade e ao estilo de vida, ao contrário do diabetes tipo 1, que é uma doença autoimune. Ou seja, o indivíduo já nasce com essa condição, que geralmente se manifesta na infância.


Veja também