17
dez

Dieta ruim provoca morte de um a cada cinco adultos no mundo, aponta OMS

17 / dez
Publicado por Luana Ponsoni às 7:01

Pessoas que têm possibilidade de escolher uma dieta mais nutritiva têm optado por alimentos pobres em nutrientes e ricos em gordura, segundo a OMS. Foto: Divulgação

Não comer o suficiente ou comer mal. Mais e mais países de baixa e média renda enfrentam desnutrição e obesidade ao mesmo tempo, aponta um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado esta semana. Segundo o documento, 2,3 bilhões de crianças e adultos no mundo estão com sobrepeso ou obesidade, e mais de 150 milhões de crianças sofrem atraso de crescimento devido à alimentação inadequada. Além disso, dietas ruins são responsáveis pela morte de um adulto em cada cinco (22%) no mundo.

“Esse duplo ônus da desnutrição pesa em mais de um terço dos países com renda baixa ou média” (48 de 126), alerta este relatório de quatro capítulos publicado na revista médica britânica The Lancet.

Essa constatação confirma as conclusões de outro relatório publicado em outubro pelo Unicef, que o limitou aos menores de idade.

“Estamos diante de uma nova realidade em termos de nutrição. Não se pode mais associar os países pobres à desnutrição e aos ricos de obesidade”, disse em comunicado Francesco Branca, principal autor do relatório da OMS.

TRANSIÇÃO ALIMENTAR

Essa mudança está ligada à rápida transição alimentar vivida nesses países. Enquanto uma parte de sua população não consome um mínimo indispensável de calorias, outra não tem esse problema, mas sua dieta é de baixa qualidade.

Essa transição é tão rápida que o mesmo indivíduo pode conhecer os dois problemas ao longo da vida, o que aumenta os efeitos negativos para a saúde, entre eles o aumento do risco de sofrer doenças cardiovasculares, afirma a OMS.

 


Veja também