ACIDENTE

Avião que levava paciente com coronavírus cai no Ceará; piloto, dois médicos e paciente morrem

O acidente teria ocorrido por volta das 19 horas e foi confirmado pelo prefeito da cidade, Gadyel Gonçalves (PCdoB)

De O Povo para a Rede Nordeste
De O Povo para a Rede Nordeste
Publicado em 15/05/2020 às 22:30
Notícia
DIVULGAÇÃO
Na queda, o avião pegou fogo - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Quatro pessoas morreram após um avião de pequeno porte, que levava um paciente com coronavírus para Teresina, no Piauí, cair na Serra de São Benedito, município da Região da Ibiapaba, no Interior do Ceará, na noite desta sexta-feira (15). De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Sobral, as vítimas seriam o piloto, dois médicos e o paciente, identificado como Pedro Meneses. Acidente teria ocorrido por volta das 19 horas e foi confirmado pelo prefeito da cidade, Gadyel Gonçalves (PCdoB). 

Segundo o Aeroporto de Sobral repassou ao Corpo de Bombeiros, o avião pousou no município com o piloto e dois médicos para auxiliar a transferência. Conforme o Tenente-coronel Moraes, a aeronave decolou de Teresina e buscou Pedro, que era médico, em Sobral. De acordo com a Secretaria de Saúde de Sobral, que apura as informações, "um paciente médico fretou uma aeronave para ir ficar com a família".

O piloto, Paulo César Magalhães Costa, tinha mais de 40 anos de experiência em aviação. Ele pilotava uma aeronave de modelo "Seneca" e já prestou serviços para o senador Ciro Nogueira (PP) e para o ex-governador do Piauí, Zé Filho. De acordo com os Bombeiros, as causas do acidente ainda estão sendo apurados. Perícia já estaria atuando na localidade da queda.

O POVO confirmou a decolagem da aeronave com o Aeroporto Petrônio Portela, no Piauí. Por telefone, funcionário da empresa de táxi aéreo Top Line confirmou a queda do avião. Equipes do Corpo de Bombeiros e unidades do Samu foram acionadas e encaminhadas ao local, na região entre as localidades Sítio Santa Rosa e Picadas.

Conforme o prefeito, o Aeroporto Regional de São Benedito não tinha informações de pousos e nem de decolagens recentes previstas para esta sexta-feira. Na queda, o avião pegou fogo.

Segundo Miguel Melo, agente de turismo que mora em uma casa nas proximidades da serra, "houve um estrondo". "Eu desconfiei da queda porque ouvi um barulho muito forte quando ele sobrevoou minha casa. Ele estava muito baixo", relata. Conforme ele, testemunhas se aglomeram no local do acidente.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias