SUSTO

Vídeos mostram ação de ciclone que deixou rastro de destruição e mortes no Sul do País

Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, os ventos chegaram à uma velocidade de 120 km/h

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 30/06/2020 às 21:54
Notícia
DIVULGAÇÃO
Galpão destruído no município de Palmitos, em Santa Catarina - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Moradores do Sul do País tiveram um grande susto nesta terça-feira (30). Eles foram pegos de surpresa por um "ciclone bomba" que atingiu Santa Catarina, o Paraná e o Rio Grande do Sul. O fenômeno provoca chuvas torrenciais, queda considerável nas temperaturas e ventos que passam dos 100 km/h. Até o momento, há registros que o ciclone deixou quatro mortos, sendo três em Santa Catarina e um no Rio Grande do Sul.

Nos vídeos, é possível ver o destelhamento de casas, quedas de árvores e postes, além da falta de luz. Não se descarta a possibilidade de temporais nesta quarta-feira (1º) nos dois Estados. Segundo a Defesa Civil catarinense, os ventos chegaram a 120 km/h.

Confira os vídeos

Mortes

Em Santa Catarina, os óbitos foram registrados em Chapecó, Santo Amaro do Imperatriz e Tijucas. Estas duas cidades ficam na Grande Florianópolis. A primeira se localiza a 556 quilômetros de distância da capital.

Em Chapecó, uma idosa de 78 anos não resistiu após ser atingida por uma árvore. Já em Santo Amaro do Imperatriz, um homem de idade não revelada morreu depois de ser atingido por fios de alta tensão. Em Tijucas, outro homem perdeu a vida depois da queda de uma estrutura que não foi especificada.

No Rio Grande do Sul, a vítima fatal foi Vanderlei Oliveira, de 53 anos, que ainda chegou a ser socorrido pelos Bombeiros. Ele foi soterrado em um deslizamento de terra causado pelo temporal. O caso aconteceu em Nova Prata, na Serra, no final da manhã. Vanderlei trabalhava numa construção.

No Paraná

As fortes chuvas também chegaram ao Paraná, atingindo entre outras, a capital do Estado, Curitiba, e cidades próximas. Até às 19h desta terça-feira (30), a prefeitura de Curitiba registrou 406 solicitações de ocorrências com quedas de árvores ou galhos, em vias públicas e terrenos particulares. No entanto, muitas chamadas foram para um mesmo endereço.

“Enquanto estiver chovendo, a orientação da Defesa Civil é que se evite sair de casa. Se a pessoa já estiver na rua, deve evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, estando a pé ou de carro. Redobre a atenção e reduza a velocidade”, diz boletim da Defesa Civil de Curitiba.

Segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), site de meteorologia oficial do Paraná, uma nova frente fria formou-se nesta terça-feira sobre o Sul do Brasil.

“Este sistema frontal avança também pelo Paraná ao longo do dia, mas com chuva menos expressiva prevista. Algum temporal pontual não está descartado, e os ventos de norte/noroeste sopram com intensidade moderada a forte por alguns momentos”, diz nota no site.

Alagamento nos estúdios do Gato Galáctico

O ciclone atingiu os estúdios do canal 'Gato Galáctico', em Florianópolis e destruiu a 'Mansão Miau'. A casa fica de frente para o mar, o que interferiu bastante na proporção dos prejuízos. No Instagram, a equipe do 'Gato Galáctico' afirmou que "com muita forca vamos atravessar essa! Muito trabalho pela frente agora pra arrumar tudo!".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias