Peregrinação a Meca com restrições

AFP
AFP
Publicado em 29/07/2020 às 6:00
Leitura:

Os fiéis muçulmanos selecionados para o Hajj terminaram, ontem, a quarentena imposta antes de iniciarem sua peregrinação a Meca, restrita este ano a um pequeno número de pessoas e com rigorosas medidas para impedir a propagação da covid-19.Entre 1.000 e 10.000 peregrinos residentes no reino participarão do Hajj que começa hoje, uma pequena fração das 2,5 milhões de pessoas que realizaram o ritual no ano passado.

"Não temos preocupações de segurança este ano, e se trata de proteger os peregrinos dos perigos da pandemia", disse o diretor de Segurança Pública, Khaled bin Qarar al-Harbi.Os peregrinos foram submetidos a exames de saúde e colocados em quarentena quando chegaram a Meca no fim de semana. Suas malas foram desinfetadas, de acordo com imagens da mídia oficial.

Comentários

Últimas notícias