confere.ai

Influenciadores digitais participam de campanha contra boatos e discurso de ódio na internet

A campanha ‘Mais Diálogos nas Redes’ traz nomes conhecidos das redes sociais para contribuir na verificação de notícias durante o período eleitoral

Laís Arcanjo
Laís Arcanjo
Publicado em 13/10/2020 às 16:25
Notícia

Reprodução/Instagram
Camila Pitanga, Rodrigo França e Manu Gavassi fazem parte da iniciativa. - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

 

confere.ai
Matéria produzida pelo projeto Confere.ai em parceria com o Jornal do Commercio. - confere.ai

O projeto de educação midiática Redes Cordiais juntamente com Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS Rio) e com apoio do Instagram, reuniram influenciadores digitais para debater e combater o crescimento da desinformação e do discurso de ódio nas redes sociais.

Por meio de conteúdos educativos e didáticos, figuras conhecidas dentro e fora do mundo digital irão ensinar a escapar das mentiras online, no projeto “Mais Diálogos nas Redes”. Os vídeos irão circular no Instagram do projeto e começarão a ser publicados nesta semana.

“Em 2 anos, treinamos 136 influenciadores que, juntos, têm mais de 70 milhões de seguidores. A intenção é que eles se tornem mais responsáveis, propagadores de informação de qualidade e, claro, ajudem a não escalar a intolerância”, explica a cofundadora do Redes Cordiais Clara Becker.

Uma pesquisa feita pelo Instituto Qualibest apontou que cerca de 76% dos usuários de internet no Brasil já consumiram produtos ou serviços após a indicação de influenciadores digitais. O foco da campanha é tentar conscientizar parte desse público, sobretudo os jovens, entre 16 e 24 anos.

O time de influenciadores do Redes Cordiais conta com nomes como a atriz Lorena Comparato, o ator e diretor Rodrigo França, além de Daniel Netto e Maju Sanchez, referências na criação de conteúdo na rede social TikTok. Para o “Mais Diálogos nas Redes”, outros artistas já confirmados são as atrizes Bianca Comparato e Camila Pitanga.

“O Redes Cordiais acredita muito na parceria com os influenciadores para promoção de uma rede com mais empatia, com mais diálogo e com menos desinformação. Queremos fazer com que as nossas mensagens se disseminem, se ampliem ainda mais nas redes e incentivem as pessoas a refletirem e atuarem contra a produção e distribuição desse tipo de prática, desse tipo de discurso”, relata a coordenadora de Mídias Sociais do ITS Rio, Karina Santos.

Voltado para o período eleitoral, o projeto pretende atingir principalmente o jovem eleitor. “Nesse período é muito importante a gente contar com influenciadores para podermos incentivar os jovens”, explica Karina. Clara Becker complementa. “Especificamente nesse período o país fica ainda mais polarizado, e a circulação de desinformação e discursos de ódio crescem. Procuramos usar o alcance dos influenciadores para combater esse tipo de conteúdo e, a partir do poder de influência deles, empoderar também seus seguidores.”

Alguns dos temas que serão abordados nas publicações envolvem a explicação do que é a desinformação e como o fenômeno atua, a diferença entre produção jornalística e outros conteúdos disponíveis no ambiente online e formas de lidar com o discurso de ódio, com foco na denúncia e na redução da interação com essa prática. Os riscos que conteúdos falsos representam à democracia, qual é o papel do jornalismo na sociedade e o que é necessário saber para não cair em armadilhas e como verificar notícias na prática são outros assuntos discutidos pela iniciativa.

“A abordagem de diálogos positivos é uma perspectiva importante para lidar com esse ambiente que ainda está muito polarizado, com muito discurso violento nesses tempos de cancelamento”, conta Karina Santos.

Durante todo o semestre, o ITS Rio, juntamente com o Redes Cordiais, proporcionará uma série de cursos e eventos que propõem o debate de temas correlacionados à desinformação e o discurso de ódio, contando com a presença de influenciadores parceiros que já participaram de formações anteriores no Instituto, além da presença de especialistas e pesquisadores. 

O próximo curso, intitulado 'Discurso de ódio, tô fora: ferramentas para uma internet cordial', pretende “apresentar os desafios do mundo virtual por meio das experiências e dilemas cotidianas, que envolvem questões jurídicas e comunicacionais” através da capacitação de jovens e do uso seguro da tecnologia para construir um ambiente digital mais saudável e com mais diálogo entre seus usuários.

Com início nesta terça (13/10), o curso será realizado online e em tempo real, através de uma plataforma interativa fornecida para os alunos pelo ITS Rio. Serão quatro encontros de uma hora cada. A inscrição é gratuita e contará com certificação.

Utilize o Confere.ai para checar notícias

Para evitar cair em desinformação e não compartilhar boatos e mentiras, principalmente em período eleitoral, é preciso checar. Em poucos passos, isso pode ser feito utilizando o Confere.ai. Primeira ferramenta automática de checagem de notícias produzida no Nordeste, o Confere.ai é uma parceria do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, da startup Verific.ai e de pesquisadores da Universidade Católica de Pernambuco. Ficou em dúvida com a informação que recebeu? Basta copiar o link que deseja checar, ir em www.confere.ai, colar e clicar em ‘Conferir’. O Confere.ai possui um medidor que irá informar o nível de características de uma desinformação presentes na notícia apresentada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias