CONFUSÃO

Cliente grita com funcionários ao não receber catchup em rede de fast-food; veja vídeo

O vídeo viralizou nas redes sociais e foi filmado em Ribeirão Preto, em São Paulo

JC Do jornal Correio para a Rede Nordeste
JC
Do jornal Correio para a Rede Nordeste
Publicado em 29/12/2020 às 10:53
Notícia
REPRODUÇÃO
Nas imagens, o comerciante aparece extremamente irritado e pedindo dinheiro de volta por conta da ausência do molho. Os atendentes ficam atrás do balcão, longe da divisória, acuados - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Um cliente discutiu aos gritos com funcionários de uma loja da rede McDonald's no último sábado (26) porque comprou um lanche e não recebeu catchup. O vídeo viralizou nas redes sociais e, segundo o G1, foi filmado em Ribeirão Preto, em São Paulo.

O comerciante aparece extremamente irritado e pedindo o dinheiro de volta por conta da ausência do molho. Os atendentes ficam atrás do balcão, longe da divisória, acuados.

“Toda vez eu sou tapeado aqui, sempre acaba o catchup. Está pensando o quê? Toda hora acaba o catchup nessa merda aqui", diz o cliente. Um homem tenta intervir, mas o vídeo mostra que Luiz Rodrigo discute com outros clientes.

Ele deixa a loja com o pedido, mas volta outra vez, continuando a discutir com um funcionário no estacionamento. Vai até o balcão e xinga os atendentes, atirando o pacote com o pedido. Um dos sanduíches atinge um funcionário.

O comerciante explicou que perdeu o controle por se sentir desrespeitado. Ele afirmou ter sido mal atendido na lanchonete. “Eu falei que já que não tinha o catchup, que eu queria que devolvesse o dinheiro. Aí o gerente falou pra mim que ele não era obrigado a fornecer catchup. Eu falei 'como não? Qualquer lanchonete de esquina te dá catchup, maionese, tudo, e vocês que são uma potência não querem me dar catchup'?”, relata.

Ele disse que é frequente não ter catchup naquela unidade. "Só que nesse dia eu constatei que não faltava catchup, tinha, mas eles não quiseram dar. Eles tinham que acabar com o lote de mostarda, porque ela sempre sobra. Eu me senti desrespeitado, mas 99% das pessoas não vêem dessa forma".

O comerciante afirma estar sofrendo ameaças por conta do vídeo, mas não prestou nenhuma queixa na polícia. “Eu perdi o controle porque houve um motivo que me levou a isso. Outra pessoa no meu lugar poderia ter aceitado a situação e ficado quieto, mas eu não aceitei", diz. Ele diz ainda se arrepender de ter perdido a cabeça. "Eu surtei, fiquei nervoso e agora não sei como voltar atrás mais".

O MC Donald's diz em nota que tem compromisso em promover ambiente de respeito e não aceita a violência em suas unidades. “Com base nessas premissas, a empresa tomou as medidas necessárias para mitigar a situação e preservar a integridade de seus funcionários".


Comentários

Últimas notícias