Presidente

Ao comentar saída da Ford, Bolsonaro elogia ACM e critica governador da Bahia

Bolsonaro afirmou que o governador da Bahia não teve a capacidade de se antecipar ao problema

Agência Estado
Agência Estado
Publicado em 12/01/2021 às 12:43
Notícia

ISAC NÓBREGA/PR
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil - FOTO: ISAC NÓBREGA/PR
Leitura:
O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira (12), a apoiadores que a Ford manteve a fábrica na Bahia até então "por decisão do senador Antônio Carlos Magalhães, o tal do ACM", morto em 2007. Bolsonaro elogiou o parlamentar que também foi governador do Estado e ministro das Comunicações durante o fim da ditadura militar.
 
"ACM podia ter todos os defeitos do mundo, mas era uma pessoa amada na Bahia", disse Bolsonaro. "ACM lutou e a Ford ficou lá. Agora, o governador de lá Rui Costa (PT), que tem senadores com ele, não teve a capacidade de se antecipar ao problema e buscar possíveis soluções", disse o presidente. "Se bem que a solução que queriam buscar, repito, eram bilhões de reais a título de subsídios", emendou na sequência.
De acordo com Bolsonaro, "negócio é negócio: deu lucro, o cara fica aqui. Não deu, fecha". Nesta segunda-feira, dia 11, a montadora anunciou o encerramento da produção no País.
 

Últimas notícias