COVID-19

Governo pede à AstraZeneca rapidez na remessa de vacinas contra covid-19

A empresa recebeu uma carta que foi enviada pelo Ministro das Comunicações

Agência Brasil
Agência Brasil
Publicado em 08/02/2021 às 17:40
Notícia

Tânia Rêgo/Agência Brasil
o ministro comenta que o governo brasileiro apostou na empresa para desenvolver uma resposta eficaz ao vírus - FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Leitura:

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, enviou uma carta ao sócio majoritário da AstraZeneca, Marcus Wallenberg, pedindo para que a empresa acelere o envio de insumos e vacinas para o combate da covid-19 no Brasil. O documento será avaliado pelo conselho da corporação.

Esse foi a formalização de um pedido feito pessoalmente à Wallenberg durante encontro de ambos na sede da Ericsson. O ministro das Comunicações brasileiro está na Suécia em missão para conhecer os fabricantes que detém a tecnologia 5G.

Na carta, o ministro comenta que o governo brasileiro apostou na empresa para desenvolver uma resposta eficaz ao vírus. Ele finaliza o documento pedindo celeridade na entrega das vacinas e insumos.

Eficácia

Um novo estudo produzido pela Universidade de Oxford e publicado na última terça-feira (2), mostrou que a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela instituição de ensino em parceria com a farmacêutica AstraZeneca é 100% eficaz contra casos graves da doença 22 dias após a aplicação da primeira dose

Além de ser considerado altamente eficaz contra a forma mais grave da doença, o imunizante tem eficácia de 76% de eficácia contra as formas moderadas e leves da covid-19 também em 22 dias. De acordo com os pesquisadores, esse é o tempo necessário para que o sistema imunológico produza uma boa resposta contra o coronavírus após receber a vacina.

Comentários

Últimas notícias