desrespeito

Pazuello entra sem máscara em shopping de Manaus e é advertido

Pazuello será um dos principais alvos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada no Senado para investigar as ações de combate à pandemia do coronavírus pelo governo federal

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 26/04/2021 às 17:22
Notícia
REPRODUÇÃO/TWITTER/ESTADÃO
"Se disser que cumpria missão pro Exército, será desmentido" - FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER/ESTADÃO
Leitura:
O ex-ministro Eduardo Pazuello, que ocupou a chefia do Ministério da Saúde até o mês passado, entrou em um shopping de Manaus sem máscara neste domingo, 25, desrespeitando recomendações sanitárias de combate à pandemia da covid-19 e as normas do próprio estabelecimento. O general foi fotografado sem o equipamento de proteção e o caso ganhou repercussão no Twitter, após ser revelado pela fotógrafa que registrou o ocorrido, Jaqueline Bastos, e divulgado por um veículo da imprensa local.
Em nota, o shopping Manaura disse que o ex-ministro entrou no local sem a proteção e foi orientado a ir até um quiosque para comprar uma máscara imediatamente. "Assim foi feito e o ex-ministro com ela se manteve enquanto permaneceu no shopping", informou a empresa. "Os protocolos de segurança do Manauara Shopping são, porém, rigorosos e o ingresso do ex-ministro não deveria ter ocorrido."
O shopping se desculpou pelo ocorrido e disse, ainda, que a situação "resultará desde já em amplo reforço de treinamento".
Ao site G1, a fotógrafa Jaqueline Bastos relatou que Pazuello deu risada após ser questionado sobre o uso da máscara. "Eu perguntei mesmo se ele estava sem máscara no shopping, ele respondeu: 'pois é, tô sem máscara, né? aonde compra isso?', aí foi andando e rindo", disse Jaqueline.
Pazuello será um dos principais alvos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada no Senado para investigar as ações de combate à pandemia do coronavírus pelo governo federal. Entre as situações que devem ser investigadas está a lentidão na compra de vacinas e o colapso do sistema de saúde no Amazonas, que, no início do ano, viveu uma crise de escassez de oxigênio. A CPI tem início nesta terça, 27.
Procurado, Pazuello ainda não deu retorno à reportagem.
 

Últimas notícias