virgem santa

Nossa Senhora do Carmo: padroeira do Recife, Maria popularizou o escapulário; veja história da Santa

A história de Maria, mãe do carmelo, começa a ser contada nove séculos antes dela mesma - a mãe de Jesus - nascer. Embarque nessa viagem sobre a tão amada "Carminha" dos recifenses

Elton Ponce
Elton Ponce
Publicado em 16/07/2021 às 9:43
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Basílica de Nossa Senhor do Carmo - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Nossa Senhora do Carmo é festejada nesta sexta-feira, 16 de julho, em várias cidades do Brasil. No Recife, por exemplo, onde ela é padroeira, é feriado. De acordo com a Rádio Jornal, a história de Maria, mãe do carmelo, começa a ser contada nove séculos antes dela mesma - a mãe de Jesus - nascer. É que, naquela época, o profeta Elias teve uma visão de Maria sob uma pequena nuvem levando chuva e acabando com uma terrível seca que assolava Israel. A visão aconteceu no Monte Carmelo, na Palestina, Terra Santa, de onde advém o nome "do Carmo", e prenunciou o nascimento de Maria e de Jesus Cristo.

"O Monte Carmelo é considerado um lugar sagrado do Antigo e do Novo Testamento, principalmente por conta das ações do primeiro profeta de Israel, o profeta Elias, que, no século IX a.C, defendeu o Povo de Deus da contaminação dos cultos idolátricos, evidenciando a pureza da fé no único e verdadeiro Deus", explica nota no site da Arquidiocese de Brasília.

Veja: Quer ter a imagem de Nossa Senhora do Carmo impressa e emoldurada? Acesse o JC Clube ou nosso app e aproveite promoção exclusiva para o sócio

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Basílica de Nossa Senhor do Carmo - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Nossa Senhora do Carmo também popularizou o escapulário, um tipo de colar com a imagem da santa e de Jesus Cristo, usado como proteção. Segundo o UOL, o objeto tratava-se de uma tira de tecido que teria sido dada a Simão Stock, frade inglês posteriormente canonizado e que era o Prior Geral da Ordem, por volta do ano 1251.

"Nossa Senhora apareceu e deu a ele o escapulário, dizendo que era um sinal de salvação e salvaguarda dos perigos, sinal de paz e alianças eternas com Deus. E, então, o escapulário se torna um símbolo da família carmelita e da espiritualidade carmelitana", explica Felipe Cosme Damião Sobrinho, padre e professor na faculdade de teologia da PUC-SP.

Surgia, então, o símbolo de proteção, a exemplo da medalha de São Bento.

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Basílica de Nossa Senhor do Carmo - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Carmelitas em Pernambuco

Segundo o site da Arquidiocese de Olinda e Recife, os carmelitas chegaram ao Brasil em 1580. Em Pernambuco, as obras do Convento do Carmo de Olinda foram iniciadas em 1654, com a Ordem do Carmo se estabelecendo no Recife. "as obras de construção do Convento e da Igreja do Carmo do Recife, iniciadas em 1665 pelo Capitão Diogo Cavalcanti Vasconcelos. Em 1687, o Palácio da Boa Vista, erguido por Maurício de Nassau, foi doado à Ordem e foi integrado ao complexo da Basílica e do Convento. Em 1767, a Igreja Nossa Senhora do Carmo de Recife foi concluída", explica o site. A igreja fica localizada na Avenida Dantas Barreto, no centro do Recife.

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Basílica de Nossa Senhor do Carmo - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Basílica de Nossa Senhor do Carmo - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Basílica de Nossa Senhor do Carmo - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Basílica de Nossa Senhor do Carmo - FOTO:FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Bruno Campos/JC Imagem
Missa solene celebrada na basílica de Nossa Senhora do Carmo, no Recife - FOTO:Bruno Campos/JC Imagem

Comentários

Últimas notícias