Solidariedade

Em São Paulo, padre Julio Lancellotti abre as portas de igreja para abrigar moradores de rua durante frente fria

O religioso também sai às ruas da cidade para ir ao encontro dos desabrigados

Estadão Conteúdo Douglas Hacknen
Estadão Conteúdo
Douglas Hacknen
Publicado em 28/07/2021 às 19:42
Notícia
@PEJULIO VIA TWITTER
A igreja deve abrigar cerca de 15 pessoas - FOTO: @PEJULIO VIA TWITTER
Leitura:

O avanço de uma nova frente fria nas regiões Sul e Sudeste do País tem preocupado e despertado a solidariedade em centenas de pessoas. Coordenador da Pastoral do Povo de Rua, o padre Julio Lancellotti decidiu abrir as portas da Paróquia São Miguel Arcanjo, na Zona Leste da cidade de São Paulo, para proteger do frio os desabrigados. Ele também sai às ruas da cidade para ir ao encontro dos que estão sem teto, oferecer acolhimento.

A igreja deve abrigar cerca de 15 pessoas. Os bancos foram retirados do templo religioso, sendo colocado colchonetes e cobertores no chão para que os moradores de rua possam dormir. O frio se intensificou na capital desde a madrugada desta quarta-feira (28). A temperatura mínima prevista para São Paulo é de 9 °C.

Durante a manhã, padre Júlio publicou nas fotos nas redes sociais, dizendo que estava "preparando a igreja para acolher os irmãos desabrigados". 

Abrigo do Governo

O Governo do Estado de São Paulo criou o programa Noites Solidárias, permitindo que pessoas em situação de rua sejam acolhidas e alimentadas. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (28) pelo governador João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa realizado no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi. Foram criadas mais de 3 mil vagas em todo o Estado.

"Entre os dias 28 e 31 de julho, a ação Noites Solidárias vai fornecer abrigos em pessoas em situação de rua, especialmente na capital, mas também em outras cidades do estado. Ofereceremos apoio a prefeitos e prefeitas. O acolhimento será feito a partir das 20h até as 8h da manhã, período em que as temperaturas caem acentuadamente", disse João Doria.

Temperatura começa a cair no País

A nova frente fria já faz a temperatura cair em boa parte do Brasil nesta quarta-feira, 28. No Sul, as marcações dos termômetros caem ainda mais e o aumento da umidade, provocado por um ciclone no oceano, deve resultar em neve a partir desta tarde nas serras gaúcha e catarinense. Na cidade de São Paulo, o dia permanece chuvoso e a temperatura varia entre 9°C e 16°C.

Ao longo desta quarta, um ciclone extratropical localizado no litoral do Rio Grande do Sul deve intensificar o vento na região e promover o aumento da umidade na campanha gaúcha e nas áreas serranas do Estado e de Santa Catarina, segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Aliado às baixas temperaturas, iniciadas ainda na segunda devido ao avanço de uma massa polar, o fenômeno deve resultar em neve já na tarde desta quarta, se estendendo pela noite.

Em Urupema, cidade catarinense considerada a mais fria do Brasil, os termômetros permanecem negativos durante quase todo o dia, com mínima de -6°C, segundo o Climatempo. O céu se mantém nublado e a queda de neve pode ocorrer a qualquer momento. A temperatura cai para -7°C nesta quinta e sobe para -5°C no sábado.

Até o fim da semana, geadas intensas continuam previstas para os três Estados da região Sul. Nas áreas de maior altitude, as mínimas chegam a valores entre -6°C e -8°C e podem atingir o recorde de -10°C. Na serra gaúcha a sensação térmica pode chegar a -25°C.

Nesta quarta, Curitiba (Paraná) é a capital da região com a menor temperatura prevista, 2°C, que deve ser atingida às 20h. Em Florianópolis (Santa Catarina) a mínima é de 7°C e em Porto Alegre (Rio Grande do Sul) de 4°C.

 

Comentários

Últimas notícias