Dia de São Miguel: protetor dos justos e padroeiro da igreja católica; saiba a história do santo

O santo é representado nas artes vestindo armadura e atacando um dragão infernal

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 29/09/2021 às 10:12
Notícia
Pixabay
Fiéis católicos comemoram o Dia de São Miguel, nesta quarta-feira (29). - FOTO: Pixabay
Leitura:

Neste dia 29 de setembro, os cristãos católicos comemoram o Dia de São Miguel. O arcanjo é conhecido pelos fiéis como protetor dos justos, além de ser considerado padroeiro da Igreja Católica. O santo é representado nas artes vestindo armadura e atacando um dragão infernal. Segundo a tradição da igreja, foi este arcanjo quem libertou o apóstolo Pedro da prisão e o conduziu entre os guardas.



O nome do santo, Miguel, tem o significado de uma pergunta: “Quem é um com Deus?”: Uma alusão ao alto grau de convicção e fidelidade que este arcanjo tem com o Deus. E é por isso que há uma tradução de seu nome como "semelhança de Deus", já que semelhante não é um sinônimo de igual.

O ícone dos católicos é citado na Bíblia apenas três vezes, no entanto, nada diminui a grandiosidade atrelada a ele de ser um “espírito puro”, também chamado e reconhecido como “príncipe do céu” e “ministro de Deus”. “Segundo a Bíblia, [São Miguel] é um dos sete espíritos que assistem ao trono do Altíssimo. O profeta Daniel nomeia este arcanjo chamando-o de príncipe protetor dos judeus e depositário das profecias do Antigo Testamento”, explica a Arquidiocese de São Paulo.

Protetor dos justos

O título de protetor dos justos foi atribuído ao santo na passagem bíblica do Apocalipse, após uma batalha no céu entre Miguel, com seu exército de anjos, contra a primitiva serpente, chamada de satanás. “A partir daquele momento, satanás não tinha mais lugar no céu e foi expulso para a terra, juntamente com seus anjos maus, os demônios. Assim começou a antiga batalha do bem contra o mal”, afirma a Arquidiocese de São Paulo.

“Sendo assim, Miguel torna-se, também, protetor especial de todos nós, filhos de Deus, pois a Igreja e o seu povo são herdeiros definitivos das revelações e dos mistérios divinos. Por isso Miguel arcanjo assumiu a posição de padroeiro da Igreja Católica”, completa a Arquidiocese.

Faz parte da crença católica também atrelar a Miguel a intercessão pelo livre-arbítrio e defesa contra a indecisão e dúvidas. “Quando o invocamos, ele nos defende, com o grande poder que Deus lhe concedeu, para mantermos a serenidade, a fé e para perseverarmos na nossa missão dentro dos preceitos da Igreja de Cristo, até entrarmos na vida eterna”, completa a instituição católica.

Oração inicial

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede nosso refúgio contra a maldade e as ciladas do demônio!

Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos; e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai ao inferno a Satanás e a todos os espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas.

Amém.

Sacratíssimo coração de Jesus, tende piedade de nós.
Sacratíssimo coração de Jesus, tende piedade de nós.
Sacratíssimo coração de Jesus, tende piedade de nós.

 

Comentários

Últimas notícias