MAUS-TRATOS

Motociclista que arrastou cachorro em veículo está sendo investigado pela Polícia Civil

A ação criminosa foi registrada por moradores da Vila Manoel Sátirao, em Fortaleza, no sábado (6)

Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Publicado em 08/11/2021 às 23:33
REPRODUÇÃO/VÍDEO
A ação de maus tratos foi flagrada por moradores - FOTO: REPRODUÇÃO/VÍDEO
Leitura:

O caso de maus-tratos envolvendo um cachorro está sendo investigado pela Polícia Civil do Ceará, por meio da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA). A ação ocorreu na Vila Manoel Sátiri, em Fortaleza, no último sábado, 6 de novembro. A matéria é do jornal O Povo para a Rede Nordeste.

Moradores da região registraram a ação criminosa por meio de gravações feitas por celular. Na filmagem é possível ver um homem levando o cachorro para a vacinação amarrado e arrastado atrás da motocicleta, o que ocasionou ferimentos nas patas do cão.

O homem foi chamado atenção e obrigado, pela própria população, a deixar a motocicleta no local. Após a vacinação, ele voltou ao local para buscar o veículo. Segundo a Polícia Civil, as filmagens irão auxiliar nos indícios da investigação.

Praticar maus-tratos a animais é considerado uma prática criminosa pelo artigo 33 da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/1998) - “praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilat animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”.

No entanto, em setembro de 2020, a lei sofreu alteração, aumentando a punição para quem maltrata cães e gatos. A pena para quem for condenado pelo crime é de dois a cinco anos, além de pagamento de multa e proibição da guarda do animal.

A Polícia Civil alertou sobre a necessidade do registro do Boletim de Ocorrência (BO), que pode ser feito nas unidades da Polícia Civil ou na delegacia eletrônica, pelo site www.delegaciaeletronica.ce.gov.br, em qualquer horário do dia ou noite, em todo o Ceará.

Comentários

Últimas notícias