clima

Onda de frio: temperaturas devem cair no Brasil esta semana; veja previsão do Inmet

Dados do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) apontam para uma massa de ar frio de origem polar, que influencia as temperaturas

Ana Maria Miranda
Cadastrado por
Ana Maria Miranda
Publicado em 16/05/2022 às 7:58 | Atualizado em 17/05/2022 às 14:38
Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil
Pedestres na Avenida Paulista durante frente fria que derrubou a temperatura na capital. - FOTO: Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil
Leitura:

Com informações da Agência Brasil

Uma onda de frio deve atingir diversas regiões do Brasil ao longo desta semana. De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), deve ocorrer uma "queda acentuada" nas temperaturas, principalmente na região Sul.

Mesmo assim, a previsão é que o frio se espalhe até o norte do País. Nesta segunda (16), as baixas temperaturas podem chegar, até o fim do dia, em Rondônia e no Acre. Este, inclusive, pode ser o segundo episódio de friagem do mês nesses estados. O primeiro ocorreu nos dias 4 e 5 de maio.

A Defesa Civil nacional informou que dados do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) apontam para uma massa de ar frio de origem polar, que influencia as temperaturas desde o domingo (15).

No sul das regiões Centro-Oeste e Sudeste, as temperaturas podem chegar até 10°C. Nos estados da região Sul, são esperadas temperaturas negativas. O Inmet informou que há tendência de geada no Sul do país entre a terça-feira (17) e o dia 25 de maio.

Na previsão também consta a possibilidade de geada forte em todo o estado de Santa Catarina - com exceção da região litoral - no norte do Rio Grande do Sul e no centro e sul do Paraná, também com exceção da área litorânea.

"Do ponto de vista agrometeorológico, a geada é um fenômeno causado pela ocorrência de baixas temperaturas que promovem o congelamento dos tecidos vegetais, havendo ou não a formação de gelo, e provoca a morte das plantas ou de suas partes (folhas, ramos, frutos)", explica o Inmet.

A geada pode ser provocada tanto por entradas de massas de ar frio, como por um intenso resfriamento da superfície, durante noites de céu limpo e sem vento.

Há ainda uma pequena possibilidade de ocorrência de neve nas serras gaúcha e catarinense, entre a noite dessa segunda (16) e madrugada de terça (17), segundo o Inmet.

Cuidados com a onda de frio

A Defesa Civil nacional recomendou que as defesas civis estaduais e municipais se preparem e divulguem informações de alerta à população, para que todos estejam protegidos.

"O período exige uma atenção especial com a população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. É essencial manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos", diz o órgão, em nota.

Os cuidados têm como objetivo a prevenção de gripes, resfriados e demais doenças respiratórias, que podem ser agravadas pelo frio. Nas noites com temperaturas mais baixas, também é recomendado abrigar os animais domésticos.

"Precisamos que todos se mobilizem, as defesas civis municipais, em parceria com os demais órgãos do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec), para que possamos mitigar os riscos e atender as populações mais vulneráveis", declarou o secretário nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas.

Últimas notícias