CRIME

Morte de policiais BR-116: saiba quem eram os PRFs mortos no Ceará

A PRF informa ainda que segue apurando o caso em conjunto com as demais forças de segurança

Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Cadastrado por
Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Publicado em 18/05/2022 às 18:21
DIVULGAÇÃO/PRF
LUTO Raimundo Nascimento e Márcio Hélio deixaram esposas e filhos - FOTO: DIVULGAÇÃO/PRF
Leitura:

Na manhã desta quarta-feira (18), em Fortaleza, dois agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram mortos a tiros. Ambos estavam realizando uma fiscalização na BR-116, quando foram auxiliar um homem que andava de forma desorientada entre os carros, de acordo com informações da PRF. Após a retirada do indivíduo da via, ele teria resistido à abordagem e entrado em luta corporal com os agentes, conseguindo pegar a pistola de um dos policiais.

Os agentes mortos eram Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho, de 43 anos, e Márcio Hélio Almeida de Souza, de 53 anos. Eles eram cearenses, segundo o jornal O Povo, e atuavam há 17 e 15 anos, respectivamente, na Polícia Rodoviária Federal (PRF). Atualmente, faziam parte do Comando de Operações Especiais da PRF.

Raimundo, natural de Viçosa, ingressou na PRF em 2005. Desde então, ele trabalhou nos estados de Maranhão, Roraima e Ceará. O policial rodoviário federal era casado e tinha duas filhas.

Márcio, natural de Baturité, passou a fazer parte da PRF em 2007, já tendo atuado em diferentes setores da corporação, com locação também em Roraima e Ceará. Ele era casado e tinha um filho.

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL 

A PRF informa ainda que segue apurando o caso em conjunto com as demais forças de segurança responsáveis. Um gabinete de crise para acompanhamento da ocorrência foi criado.

Em nota de pesar, a PRF lamentou a morte dos dois policiais rodoviários federais. "Manifestamos nossa sincera solidariedade e irrestrito apoio à família, desejando conforto também a familiares e amigos neste momento de dor", pontuou.

O homem que atirou contra os agentes foi morto por um policial a paisana.

Comentários

Últimas notícias