Apreensão

Ibama apreende mais de 600 guaiamuns em Barreiros, Mata Sul do Estado

O responsável pela carga foi autuado administrativamente e deve pagar uma multa de R$ 1150

Arlene Carvalho
Arlene Carvalho
Publicado em 25/05/2017 às 18:05
Foto: Divulgação/ Ibama
O responsável pela carga foi autuado administrativamente e deve pagar uma multa de R$ 1150 - Foto: Divulgação/ Ibama
Leitura:

Seiscentos e cinquenta guaiamuns foram apreendidos por fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) na feira livre do município de Barreiros, na Mata Sul do Estado. A captura ocorreu no último sábado (20) e fez parte da Operação Argus II, que visa o combate da pesca predatória de lagostas em seu período de defeso (reprodução).

Segundo Amaro Fernandes, chefe da fiscalização do Ibama em Pernambuco, o que motivou a retenção do lote foi a presença de fêmeas e indivíduos jovens, com tamanho da carapaça inferior a seis centímetros. "O período de defeso começa em dezembro e vai até o final de maio. Durante este tempo, não é permitido a pesca ou comercialização destes animais para preservar a espécie. Apenas machos com a carapaça igual ou maior a seis centímetros podem ser comercializados neste período", comentou Fernandes.

Há mais de 10 anos que é proibida a captura e o comércio desses animais durante esta época. O responsável pela carga foi autuado administrativamente e deve pagar uma multa de R$ 1150. Os guaiamuns foram devolvidos ao seu habitat natural.

Lagostas

Segundo Fernandes, esta foi a única apreensão de pesca ilegal na operação que tem seu foco na proteção das lagostas, mas que fiscaliza o comércio de outros animais também, como peixes e diversos crustáceos. A duas espécies de lagosta mais vendidas no Estado são a vermelha, que só pode ser comercializada se tiver a cauda maior que 13,5 cm, e a do cabo verde, que precisa ter mais 11,5 cm de cauda. A operação teve início na última quinta-feira (18) e durou até essa terça-feira (23).

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias