CHUVAS

Nova barragem em Palmares desalojará cerca de 230 famílias

Terreno onde será o reservatório abriga, ainda, uma construção história

Emídia Felipe
Emídia Felipe
Publicado em 09/05/2011 às 20:41
Leitura:

Cerca de 230 famílias devem ser desalojadas para a construção da Barragem Serro Azul, em Palmares, na Zona da Mata Sul do Estado. A unidade será a maior das cinco anunciadas na última semana pelo governador Eduardo Campos, após uma conversa com a presidente Dilma Rousseff, que garantiu bancar metade dos custos das obras. A área também abriga uma construção histórica, a casa grande do Engenho Verde, erguida em 1841 pelo engenheiro francês Louis-Léger Vauthier, onde o escritor e dramaturgo Hermilo Borba Filho nasceu, em 1917.

Veja o vídeo do repórter fotográfico do JC, Alexandre Gondim.

A propriedade onde será construída a barragem de Serro Azul não é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), mas está na lista de engenhos históricos do Estado. Na manhã desta terça-feira (10), técnicos do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) iniciaram uma série de reuniões com os produtores rurais da região. A maior preocupação dos agricultores é com as negociações para definir a indenização que deve ser dada a eles, já que muitos não têm registro da terra.

A barragem de Serro Azul está orçada em R$ 480 milhões e poderá acumular até 380 milhões de metros cúbicos de água.

Veja depoimentos de moradores da área e especialistas no Jornal do Commercio desta terça-feira (10).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias