investimento

Guerra à dengue reforçada em 112 municípios do Estado

Ministério da Saúde vai repassar R$ 5,9 milhões em 2012 para ações de controle do Aedes aegypti

Emídia Felipe
Emídia Felipe
Publicado em 07/01/2012 às 13:46
Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem
Ministério da Saúde vai repassar R$ 5,9 milhões em 2012 para ações de controle do Aedes aegypti - FOTO: Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem
Leitura:

Um total de R$ 5,9 milhões do Ministério da Saúde será repassado este ano a 112 das 185 localidades de Pernambuco para reforçar o combate à dengue. Quarenta e oito municípios considerados prioritários para as ações de controle do Aedes aegypti estão listados na Resolução 1.759, da Comissão Intergestores Bipartite, publicada na sexta-feira (6) no Diário Oficial do Estado. A CIB é formada pelo secretário estadual e secretários municipais de saúde.

Rosilene Hans, diretora geral de Controle de Doenças e Agravos da Secretaria Estadual de Saúde, explica que o valor é um adicional de 20% ao Piso Fixo de Vigilância e Promoção da Saúde repassado pelo SUS anualmente para controle de doenças. O reforço atende toda a Região Metropolitana do Recife, municípios com doença endêmica e outros que tiveram incidência alta de dengue entre 2007 e 2011.

A resolução da CIB publicada sexta (6) contempla dez cidades da RMR e 38 de diferentes regiões do Estado. A capital Recife, por exemplo, que tem piso anual de R$ 9,2 milhões, receberá ainda R$ 1,8 milhão para gastar ao longo de 2012 com o combate ao Aedes aegypti. Jaboatão dos Guararapes, que receberá o segundo maior valor, terá R$ 621 mil em acréscimo aos R$ 3,1 milhões.

A lista completa de cidades pernambucanas que tiveram projetos aprovados, com os valores a serem recebidos do Ministério da Saúde, pode ser conferida no site www.saude.gov.br. Lá, por exemplo, estão citadas Camaragibe, que receberá R$ 129,7 mil, Cabo de Santo Agostinho (R$ 150,2 mil), Igarassu (R$ 74,5 mil) e São Lourenço da Mata (R$ 75,6 mil).

Em todo o Brasil foram 1.159 cidades selecionadas para o reforço financeiro voltado à dengue. Juntas, dividirão R$ 92,8 milhões adicionais, 17% a mais que o inicialmente calculado em outubro de 2011.

Os planos incluem a qualificação das ações de prevenção e controle da doença. “Vamos acompanhar a aplicação desses recursos”, garante Rosilene Hans. Ela pede também que a população entre em contato com a Secretaria Estadual de Saúde para denunciar focos do mosquito, adoecimento e morte de pessoas com sinais da virose. A SES disponibiliza o telefone 0800-286-2828 para a comunidade. As secretarias municipais de Saúde devem entrar em contato direto com a Vigilância Epidemiológica do Estado.

Pernambuco registrou em todo 2011 um total de 37.566 casos suspeitos de dengue, 36,63% menos que no ano anterior. Mesmo assim foram 26 mortes atribuídas à doença. Quatro vírus circularam no Estado durante o ano passado.

Nos dois últimos meses, no entanto, a SES tem observado aumento de casos em várias cidades, principalmente no Sertão do Araripe.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias