Dia Internacional da Mulher

Uma mulher assassinada a cada dois dias no Estado

Embora Pernambuco não ocupe mais a liderança em crimes contra o gênero no País, ainda há muito a ser feito para reduzir o índice

Emídia Felipe
Emídia Felipe
Publicado em 07/03/2012 às 22:00
Leitura:

A cada dois dias, em média, uma mulher é assassinada no Estado. O dado alarmante foi divulgado às vésperas do Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta quinta-feira (7), e se refere aos dois primeiros meses de 2012, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS). Embora Pernambuco não ocupe mais a liderança em crimes contra o gênero no País, ainda há muito a ser feito para reduzir o índice. Por mês, o 1º Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher recebe 200 novos processos.

Infográfico

Uma mulher assassinada a cada dois dias

Os últimos casos foram registrados no fim de semana, no interior. Em Tabira, Sertão, uma mulher foi assassinada pelo ex-marido que não aceitava o fim do relacionamento. Em Pedra e Tupanatinga, no Agreste, a PM registrou duas tentativas de homicídio. Os acusados são os companheiros das vítimas.

Desde o início do ano, 31 mulheres foram vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais em Pernambuco. Nem todas as mortes correspondem à violência doméstica.

Para a juíza titular do 1º Juizado, Maria Thereza Machado, não é possível afirmar se a violência contra a mulher está aumentando ou se as vítimas criaram coragem para buscar ajuda. “A lei (Maria da Penha) é nova, mas é um verdadeiro marco para a redução da violência contra a mulher, pois ganhou força e pode levar à prisão do agressor”, explica.

Pernambuco aparecia como líder no Disque-Denúncia Nacional, mas conseguiu sair em 2011. “Estamos oferecendo estrutura para que as vítimas possam recorrer”, afirmou a secretária da Mulher, Cristina Buarque.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias