ESTIAGEM

Uma alternativa para salvar os animais na seca

Na falta de chuva, bagaço de cana ajuda a alimentar o gado

Betânia Santana
Betânia Santana
Publicado em 01/11/2012 às 19:57
Divulgação
Na falta de chuva, bagaço de cana ajuda a alimentar o gado - Divulgação
Leitura:

Com o objetivo de amenizar os impactos da estiagem para os criadores de gado, representantes da Federação dos Trabalhadores da Agricultura de Pernambuco (Fetape) cobrarão ao governo do Estado o aumento da distribuição do bagaço de cana-de-açúcar para os produtores dos 122 municípios atingidos pela seca. O produto serve de alimento para os animais, que vêm sendo dizimados. O pedido será oficializado durante o encontro do Comitê Integrado de Enfrentamento à Estiagem, próxima segunda-feira.

Atualmente, a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), por meio do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), disponibiliza o transporte do resíduo da cana-de-açúcar para os criadores de gado leiteiro. “Os produtores identificam o material, compram nas usinas por tonelada e articulam o caminhão com o IPA”, explica o secretário do Comitê de Estiagem, Reginaldo Alves. “A prioridade é a bacia leiteira para não dar descontinuidade ao programa estadual Leite para Todos”, acrescenta. O apelo da Fetape é que a distribuição seja universalizada e atinja todos os criadores.

“Ainda não tivemos notícias de fome humana, em função dos programas sociais realizados pelo governo, mas a seca está causando a morte de muitos animais e os agricultores sofrem as consequências. O milho, suporte para a alimentação dos bichos, também não está chegando na quantidade necessária”, pontua o presidente da Fetape, Doriel Barros. “Na Zona da Mata, a moagem da cana está a pleno vapor, então o governo poderia articular com as usinas e destinar o resíduo aos produtores. É preciso se dedicar a isso. Do contrário teremos os rebanhos dizimados”, afirma Doriel.

Leia mais na edição do JC desta sexta-feira

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias