Boa Viagem

Operação para remover carroças de ambulantes acaba frustrada em Boa Viagem

Prefeitura iria retirar material da esquina do Edifício Holiday, mas atrasou e deixou que comerciantes saíssem sem serem abordados

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 24/07/2013 às 12:50
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Prefeitura iria retirar material da esquina do Edifício Holiday, mas atrasou e deixou que comerciantes saíssem sem serem abordados - FOTO: Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Uma operação da prefeitura para retirar carroças de ambulantes da esquina do Edifício Holiday, em Boa Viagem, estava programada para a manhã desta quarta-feira (24). Contudo, a ação atrasou e acabou sem acontecer. Com a demora dos técnicos da Secretaria-Executiva de Controle Urbano (Secon), os comerciantes irregulares puderam sair do local sem terem seus materiais apreendidos.

A previsão era de que a retirada das barracas começasse às 8h, mas a equipe que iria realizar a operação só chegou ao local por volta das 9h. O chefe da gerência operecional da Secon, Anísio Aziz, explicou que o atraso aconteceu porque os técnicos tiveram que esperar a chegada da Polícia para se dirigir ao local.

A intenção da Secon era retirar pelo menos 11 barracas irregulares da calçada do Holiday da Rua Salgueiro, que fica entre a Avenida Conselheiro Aguiar e a Rua dos Navegantes. Segundo Aziz, ambulantes deixam carroças com cadeiras de praia no local. O material ocupa toda a calçada, impedindo o tráfego de pedestres. Os moradores da região confirmaram que a rua é usada pelos comerciantes como depósito de cadeiras.

Para contornar essa situação, a prefeitura decidiu deixar uma equipe da Secon de plantão no local durante a tarde desta quarta e toda a quinta-feira (25). Assim, se algum ambulante voltar a deixar carroças no local, o material poderá ser apreendido. "Vamos manter uma equipe de fiscais no local para impedir que as carroças sejam depositadas na via novamente", explicou Aziz.

Na semana passada, a Secretaria-Executiva de Controle Urbano já havia dado um prazo para os ambulantes tirarem as carroças do local. Eles tinham até a última quinta-feira (18) para desocupar a calçada do Edifício Holiday, caso contrário teriam seu material recolhido. Se as barracas realmente foram apreendidas, os comerciantes terão que pagar multas que variam entre R$ 63 e R$ 500 para reavê-las.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias