gasto público

Câmara Municipal do Recife estuda disponibilizar Bíblia em escolas e bibliotecas

Por enquanto, o PL aguarda o retorno dos parlamentares e deve ter uma definição em fevereiro

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 07/01/2014 às 10:52
Foto: Divulgação
Por enquanto, o PL aguarda o retorno dos parlamentares e deve ter uma definição em fevereiro - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Tramita na Câmara Municipal do Recife um projeto de lei da vereadora do Recife Aimée Carvalho que determina a disponibilização da Bíblia Sagrada em todas as escolas e bibliotecas da cidade. Com a medida, a prefeitura deverá comprar dois exemplares, uma edição convencional e outra em grafia braille ou anagliptografia, para cada instituição. Por enquanto, o PL aguarda o retorno dos parlamentares e deve ter uma definição em fevereiro. Se aprovado, a determinação entra em vigor na data da sanção, com um prazo de 6 meses para aquisição dos exemplares.

A justificativa da autora da matéria se assegura na popularidade histórica da Bíblia. "Este foi o primeiro livro impresso do mundo, logo merece destaque entre os demais livros. Além, claro, de trazer ensinamentos importantíssimos para toda a sociedade, independente do credo religioso de quem A lê", diz trecho do PL.

Para evitar a polêmica, a vereadora ressaltou que não tem o intuito de obrigar a população a ler a Bíblia. "Esse projeto pretende disponibilizar sua existência em todas as bibliotecas do município pelo seu incomparável valor histórico", explica Carvalho.

O projeto determina ainda que durante a semana que comemora o Dia Internacional do Livro, 23 de abril, será permitido a qualquer empresa e instituição religiosa distribuir exemplares da Bíblia nos pátios das escolas e faculdades “desde que seja acordado previamente junto a direção da instituição educacional”.

Últimas notícias