Construção civil

Marreta realiza a 12° edição do casamento coletivo

Evento realiza sonho dos trabalhadores e regulariza união estável de 90 casais

Da editoria de Cidades
Da editoria de Cidades
Publicado em 10/09/2015 às 11:12
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Evento realiza sonho dos trabalhadores e regulariza união estável de 90 casais - FOTO: Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Leitura:

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Pernambuco (Marreta) contemplará 90 casais na 12ª edição do casamento coletivo. O evento, que contará com a presença de um padre e um pastor, será realizado neste domingo (13) no Sesi Ibura, Zona Sul do Recife, às 15h.

As noivas receberão de presente do sidicato o aluguel do vestido, além do Dia da Noiva, com maquiagem e cabeleireiro. Os casais também terão bolo, fotografias e marcha nupcial, além de padrinhos e lembrancinhas. A tão esperada lua-de-mel também faz parte da comemoração e acontece no Hotel Portal de Gravatá.

O casamento tem como objetivo regularizar as uniões estáveis para facilitar acesso a pensões e outros benefícios, segundo a presidente do Marreta, Dulcilene Morais. “Muitos trabalhadores têm vontade de casar, mas não têm dinheiro. O casamento coletivo proporciona a eles essa realização, esse dia tão feliz”, diz Dulcilene. Nas 11 edições anteriores, aproximadamente 870 pessoas foram beneficiadas com o casamento coletivo. 

O benefício é exclusivo para trabalhadores e empresas filiados ao sindicato Marreta e empresas filiadas ao Sinduscon, através da Convenção Coletiva dos Sindicatos do setor, em parceria com o Sesi-PE.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias