CARNAVAL

Entidades pressionam prefeito para impedir camarotes no Sítio Histórico de Olinda

Reunião entre Renildo Calheiros e entidades está marcada para as 11h desta quinta (17); um ato público também deve acontecer em frente à prefeitura

Maria Regina Jardim
Maria Regina Jardim
Publicado em 17/12/2015 às 6:50
Foto: André Nery/JC Imagem
Reunião entre Renildo Calheiros e entidades está marcada para as 11h desta quinta (17); um ato público também deve acontecer em frente à prefeitura - Foto: André Nery/JC Imagem
Leitura:

Representantes de entidades culturais de Olinda, no Grande Recife, se reúnem nesta quinta-feira (17), a partir das 11h, com o prefeito Renildo Calheiros para pressioná-lo a vetar o Projeto de Lei 125/2015, aprovado pela Câmara dos Vereadores. O texto, votado extraoficialmente nessa terça (15), modifica a Lei Municipal 5.306, de 2001, permitindo a instalação de camarotes privados em áreas e vias do Sítio Histórico durante o Carnaval. O Executivo tem 15 dias úteis para avaliar a proposta, mas até a noite de ontem, a assessoria não sabia informar se o documento havia chegado.

As instituições também marcaram para as 10h ato público em frente à prefeitura. Além dos líderes de entidades como a Sociedade Olindense de Defesa da Cidade Alta (Sodeca), o Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF) e o Coletivo Modifique, vereadores da oposição participam do encontro.

De acordo com o vereador Jesuíno Araújo (PSDB), em reunião na tarde de ontem, a bancada da oposição decidiu entrar na Justiça ainda hoje, solicitando mandado de segurança contra a Câmara. Segundo ele, o presidente da Casa, Marcelo Soares (PCdoB), autor do projeto, agiu contra o regimento interno. “Vamos tentar impedir a aprovação do projeto através da Justiça, pois vários aspectos do regimento foram ignorados durante a votação. O presidente negou pedido de informação feito pela vereadora Graça Fonseca (PR). Se acatada, a solicitação adiaria a votação em pelo menos 15 dias”, explicou Araújo.

Atualmente, é proibida a instalação de camarotes privados, denominados focos de animação não oficiais, em qualquer via do Sítio Histórico. Essas áreas são consideradas, por lei, passarelas das festas carnavalescas. Se sancionado o projeto, camarotes privados poderão ser instalados nas Avenidas Sigismundo Gonçalves e Joaquim Nabuco; nas Ruas Santos Dumont, do Sol, do Farol e na Estrada do Bonsucesso, embora todas estejam localizadas no Sítio Histórico.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias