Patrimônio

Iphan autoriza retomada da obra de restauração do Convento de Sirinhaém

Serviço deverá ser executado num prazo de 12 meses e vai custar R$ 1.758,72

Da Editoria Cidades
Da Editoria Cidades
Publicado em 24/01/2016 às 7:15
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
FOTO: Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Leitura:

A obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém, no Litoral Sul de Pernambuco, que estava paralisada desde maio de 2014, foi liberada desde o dia 11 último, com prazo de 12 meses para execução. Nesse período, a empresa vencedora da licitação vai revisar os serviços já realizados e recuperar os trechos inacabados.

De acordo com a arquiteta Gisela Montenegro, superintendente em exercício do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-PE), o novo contrato prevê intervenções nas coberturas da igreja e do convento (telha e calha), das esquadrias e das instalações elétricas e hidrossanitárias. “São intervenções de má qualidade e devem ser corrigidas”, diz ela.

A empresa terá de recuperar pisos e complementar a restauração dos chamados bens integrados: altares, púlpitos, forros pintados da nave e da capela-mor e todo o acervo de azulejo. “Também será executado o projeto luminotécnico, que compreende a compra e a instalação das luminárias”, informa Gisela.

Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Obra de restauração do Convento Franciscano de Sirinhaém (PE), Litoral Sul, abandonada desde 2014 - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
- Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
- Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
- Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
- Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

 

Ela acrescenta que a intenção do Iphan é transformar a restauração dos azulejos numa obra-escola. A metodologia ainda está sendo definida, mas a ideia é selecionar moradores da região para participar do trabalho, que será conduzido por um técnico do instituto. “É uma forma de a comunidade se apropriar do monumento e, ao mesmo tempo, ajuda a orientar o jovem profissionalmente”, observa.

O projeto de conservação, restauração e adequação do prédio do convento a outros usos (incluindo o plano de ocupação) foi elaborado em 2009. A obra começou um ano depois e durou quase quatro anos, com interrupções. “Problemas diversos levaram à paralisação, a construtora tinha um ritmo lento e a qualidade do serviço era muito baixa”, afirma a arquiteta.

Sem condições de concluir o trabalho, a firma abandonou o serviço e terá de pagar multa pelo cancelamento do contrato. O valor está sendo calculado pelo Iphan. A empresa vencedora da nova licitação, realizada em novembro de 2015, é a PS Engenharia, de Natal, que terá R$ 1.758,72 para fazer o serviço. Os recursos são do Iphan.

Paralelamente, o instituto vai retomar os diálogos com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio) e com a Província Franciscana, para instalação de uma Escola de Hotelaria no convento, diz Gisela.

Construído em 1630, o Convento Franciscano de Sirinhaém é tombado como patrimônio histórico nacional desde 1940. O prédio passou por reformas ao longo dos séculos. Com 2.490 metros quadrados de área construída, ocupa um terreno de 2.885 metros quadrados. A igreja, dedicada a Santo Antônio, está fechada desde 2010.

Últimas notícias