DESCASO

Terreno do Hospital Veterinário do Recife é símbolo do abandono

Com a obra parada, poças de água se cumulam e se transformam em focos para o mosquito Aedes Aegypti

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 19/02/2016 às 7:54
Foto: Reprodução/ TV Jornal
Com a obra parada, poças de água se cumulam e se transformam em focos para o mosquito Aedes Aegypti - FOTO: Foto: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

O terreno onde seria construído o Hospital Veterinário do Recife, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste da cidade, está abandonado há 11 meses. O projeto, que previa a construção de três consultórios, três salas de cirurgia, um bloco cirúrgico, laboratório, posto de enfermagem, sala de exames e dois canis, ainda não foi concluido. A unidade está orçada em R$ 3,7 milhões e deveria ter sido entregue no início deste ano.

Com a obra parada, poças de água se cumulam e se transformam em focos para o mosquito Aedes Aegypti. De acordo com os moradores do local, os tapumes que isolavam a área foram roubados e o lugar onde deveria funcionar um alojamento para os operários também foi saqueado.

Essa seria a primeira unidade de saúde pública desse tipo do Nordeste e o primeiro empreendimento do Brasil que oferece atendimento gratuito a animais durante 24h. Como a obra ainda não está pronta, a única opção para quem não tem condições de arcar com o custo de um atendimento veterinário na rede particular é recorrer ao Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), no bairro de Dois Irmãos, também no Recife. O problema é que a unidade não atende emergência e não tem capacidade de suprir toda a demanda de animais que precisam de cuidados. Além disso, no momento o Hospital se encontra fechado devido as férias da universidade.

Confira a situação do hospital da UFRPE e o abandono do terreno onde será o novo hospital veterinário na matéria da TV Jornal.

Através de nota, a Prefeitura do Recife informou que está dependendo da liberação de um empréstimo do Banco Mundial para iniciar as obras. A previsão é de que em maio deste ano as obras sejam iniciadas e a entrega do hospital aconteça no final do segundo semestre.


Últimas notícias