SISTEMA PENITENCIÁRIO

Detentos fazem ''churrasco'' de gatos na Penitenciária Barreto Campelo

Imagem divulgada pelo Sindasp mostra animais mortos amarrados em cordas

JC Online
JC Online
Publicado em 11/07/2016 às 15:58
Foto: Divulgação/Sindasp-PE
Imagem divulgada pelo Sindasp mostra animais mortos amarrados em cordas - FOTO: Foto: Divulgação/Sindasp-PE
Leitura:

Detentos da Penitenciária Professor Barreto Campelo, na Ilha de Itamaracá, no Grande Recife, utilizaram gatos mortos para fazer um churrasco dentro da unidade prisional nesse domingo (10). Em imagens, divulgadas pelo Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária e Servidores no Sistema Penitenciário do Estado (Sindasp), é possível ver um homem cortando os animais, que estão pendurados em cordas.

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que o detento responsável pela matança dos animais "já foi identificado e será encaminhado à Delegacia de Itamaracá para providências cabíveis". No entanto, o órgão não esclareceu como os animais foram parar dentro da unidade prisional.

A morte dos gatos foi assistida por dezenas de detentos, que se juntaram para acompanhar a mutilação dos animais em meio a uma escadaria da área externa do presídio tomada por sangue.

Ainda segundo a Seres, no mesmo dia, os reeducandos lincharam o preso Gleybson José da Silva Soares, 27. O homem chegou a ser levado para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, mas não resistiu aos ferimentos.

>>> Protesto contra a morte de gatos

No Recife, cerca de 10 gatos foram encontrados mortos no bairro da Encruzilhada, Zona Norte da capital pernambucana, durante a manhã desta segunda-feira (11). De acordo com moradores da região, a suspeita é de que os animais tenham sido envenenados por funcionários do mercado público do bairro.

Durante a tarde de hoje, grupos de defensores de animais realizam um protesto no local para chamar atenção da prefeitura do Recife no combate ao casos de violência contra animais.

Últimas notícias