MOBILIDADE

Faixa Azul, no Recife, já beneficia 635 mil passageiros de ônibus

O sexto corredor exclusivo para transporte público começou a funcionar ontem na Avenida Recife

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 19/07/2016 às 6:50
Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem
O sexto corredor exclusivo para transporte público começou a funcionar ontem na Avenida Recife - FOTO: Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem
Leitura:

Oitenta e dois mil passageiros que utilizam diariamente 29 linhas de ônibus que trafegam pela Avenida Recife, na Zona Sul da capital pernambucana, passaram a ser beneficiados com a implantação de 3,6 quilômetros de Faixa Azul no corredor viário. Ontem foi o primeiro dia de funcionamento da faixa exclusiva para coletivos. O Recife tem agora seis corredores de ônibus, contemplando 635 mil usuários diários de transporte público.

Como esperado, houve um pouco mais de retenção de carros de passeio na Avenida Recife, que agora contam com duas faixas em cada lado da via. A Faixa Azul vai da Rua Gonçalves de Magalhães até a Avenida Dom Helder Câmara. O ganho de velocidade dos ônibus, segundo estimativa da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), é de 30%.

“Apesar de ser muito cedo para uma avaliação mais concreta, percebemos que não houve grandes problemas hoje (ontem). A maioria dos motoristas respeitou a faixa de ônibus. Houve um pouco mais de acúmulo de carros, o que é natural, pois cada lado passou a ter duas faixas em vez de três”, ressaltou o gerente- geral de trânsito da CTTU, Agostinho Maia.

Durante todo o dia a companhia manteve três agentes fixos, três duplas de batedores e duas viaturas circulando pela Avenida Recife para monitorar o tráfego. “Estamos orientando os motoristas, informando sobre a proibição de circular na Faixa Azul. Só começaremos a multar a partir da próxima semana”, explicou o inspetor Marcos Antônio Souza.

Ele lembrou que os condutores que estiverem no sentido Zona Sul–BR-101 podem usar a Avenida Hélio Brandão para escapar de engarrafamentos. “A Hélio Brandão, uma paralela da Avenida Recife, tornou-se via de mão única e uma rota alternativa. É só entrar na Rua Saldanha Marinho, depois dobrar na segunda à esquerda para pegar a Hélio Brandão e seguir até a Rua São Silvestre, saindo novamente na Avenida Recife”, informou.

Táxis do Recife estão autorizados a circular na Faixa Azul. Os demais veículos só poderão entrar no corredor quando precisarem realizar conversões e acessar os lotes à direita. A sinalização horizontal mostra aos condutores, quando a linha for pontilhada, que é possível entrar na faixa. Quem descumprir a regra levará multa gravíssima (R$ 191,54 e 7 pontos na Carteira de Habilitação).

Essa Faixa Azul, assim como o corredor exclusivo implantado na Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, vai atender a demanda do Terminal Integrado Tancredo Neves. “Moro no Ibura e pego ônibus na Avenida Recife dos dois lados da via. Espero que a Faixa Azul agilize o deslocamento dos coletivos. Quando uso o BRT, por exemplo, percebo como é bem mais rápido”, comentou a atendente de marketing Ana Carolina Máxima.

“Desde que os motoristas de ônibus respeitem, acho válido. Mas agora há pouco fui trancado por um ônibus que saiu da Faixa Azul para desviar de um táxi que havia parado para pegar uma pessoa. Assim não dá”, reclamou o autônomo Maurício Antonino.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias