AGRESTE

MPPE confirma morte, feridos e fugas durante rebelião em Santa Cruz do Capibaribe

Um detento morreu e outras nove pessoas ficaram feridas durante a ação, entre elas um policial militar. Três presos conseguiram fugir

JC Online
JC Online
Publicado em 21/01/2017 às 11:44
Foto: Carolina Pinto/ TV Jornal
Um detento morreu e outras nove pessoas ficaram feridas durante a ação, entre elas um policial militar. Três presos conseguiram fugir - FOTO: Foto: Carolina Pinto/ TV Jornal
Leitura:

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) confirmou a morte de um detento na rebelião que aconteceu na manhã deste sábado (21) no pavilhão A do presídio de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado. Além do óbito, outras treze pessoas ficaram feridas, entre elas um policial, e três presos conseguiram fugir durante a ação, que teria sido motivada por briga entre detentos. As primeiras informações indicam que o tumulto começou após uma revista realizada no pavilhão. 

O promotor da Vara de Execuções Penais, Marcellus Ugiette, descartou a possibilidade da confusão ter sido causada por uma briga entre facções rivais. Ugiette afirmou ainda que, se for apurado que os envolvidos faziam parte de facções criminosas, o caso deve receber atenção especial. 

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco, João Carvalho, afirmou que o presídio, que tem capacidade para 186 presos, estava com 447 detentos no momento da rebelião. Apenas três agentes penitenciários estavam na uniade. 

TENSÃO

Informações da TV Jornal de Caruaru, que está no local, dão conta de que um dos feridos seria um policial militar. A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), afirmou que o tumulto havia sido controlado. Apesar disso, a reportagem relatou que o clima no local ainda é de tensão, com familiares dos presos na frente da unidade. A Seres também afirmou que uma sindicância será aberta para apurar o caso.

Últimas notícias