Luto

Sepultamento de jovem baleado por policial mobiliza a cidade de Itambé

Num ginásio lotado, população lamentou a morte do jovem e cobrou às autoridades justiça

JC Online
JC Online
Publicado em 12/04/2017 às 18:13
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
FOTO: Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
Leitura:

Muita gente esteve presente na tarde desta quarta-feira (12) no Ginásio Esportivo de Itambé, município da Zona da Mata pernambucana, para dar o último adeus ao jovem Edvaldo da Silva dos Santos, 21 anos, morto após ser atingido por um tiro de borracha disparado por um policial durante mobilização por mais segurança no município, no dia 17 de março.

Edvaldo ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Miguel Arraes, no Grande Recife,
por mais de 20 dias, mas não resistiu a uma infecção na perna atingida pelo disparo. O caso, registrado em vídeo, chocou a população pela truculência da polícia para conter os manifestantes, que estavam desarmados reivindicando justamente mais segurança na cidade onde moram.

No velório, com arquibancadas do ginásio lotadas, as pessoas assistiam sem acreditar ao sofrimento de amigos e familiares de Edvaldo. Muita gente que veio para se despedir, também aproveitou o momento para reivindicar justiça e cobrar do poder estadual respostas sobre o andamento das investigações contra o policial que atirou contra o jovem e o capitão que deu a ordem para a ação.

Um cortejo, do qual a mãe não conseguiu participar, segiu pelas ruas da cidade até o cemitério público. No caminho, centenas de pessoas vestidas de banco seguiam a pedir respostas pela forma banal como a vida de Edvaldo foi tirada.

 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
 Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
- Ricardo B. Labastier/ JC Imagem
-

Governo de Pernambuco

Em nota, o Governo do Estado lamentou o ocorrido e disse ter prestado toda a assistência de saúde ao jovem. "O Governo do Estado de Pernambuco lamenta profundamente o falecimento de Edvaldo da Silva Alves. O Governo reafirma o seu firme compromisso de desautorizar e impedir qualquer abuso de força por parte das polícias do Estado. Toda ocorrência será tratada com a firmeza e responsabilidade necessárias. A apuração do ocorrido está em andamento, estando os policiais envolvidos no caso sendo devidamente investigados. Por meio da Secretaria de Saúde do Estado, foi prestada toda assistência médica qualificada a Edvaldo desde o momento do seu atendimento. O Governo do Estado se solidariza com os familiares e os amigos de Edvaldo. E fará o que estiver ao seu alcance para que todo o episódio seja esclarecido e que a Justiça seja feita", diz a nota.

Investigação

O inquérito envolvendo os dois policias deve ser concluído até o fim deste mês, segundo governador Paulo Câmara. Em entrevista ao Passando a Limpo, da Rádio Jornal, nessa terça (11), o Procurador-Geral do Estado, César Caúla, afirmou que uma indenização à família de Edvaldo Alves dos Santos já está sendo estudada. Ao ser questionado sobre a prisão dos envolvidos, Caúla afirmou que não há determinação judicial para a detenção dos PMs.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias