GRATIDÃO

Médico pernambucano é convidado para casamento de israelense salva por ele há 13 anos

Morah Bomflek foi uma das três vítimas que chegaram ao Hospital da Restauração (HR) feridas durante a noite de uma segunda-feira de Carnaval

JC Online
JC Online
Publicado em 02/06/2017 às 16:15
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Morah Bomflek foi uma das três vítimas que chegaram ao Hospital da Restauração (HR) feridas durante a noite de uma segunda-feira de Carnaval - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Treze anos após ter salvado a vida da Morah Bomflek, israelense que foi ferida por uma bala perdida durante o carnaval de Olinda no ano de 2004, o médico pernambucano João Veiga irá rever pela primeira vez a paciente. O convite, que partiu da família de Morah, foi feito nesta sexta-feira (2). A ocasião não poderia ser mais especial, a celebração do casamento da jovem.

"Eu estou voltando do Sertão. Acabei de fazer uma cirurgia lá. Recebi a ligação informando sobre o convite de dona Evania Margolis, liderança da comunidade judia no Recife, no bloco cirúrgico. Treze anos depois...", explicou entusiasmado.

Morah Bomflek foi uma das três vítimas que chegaram ao Hospital da Restauração (HR) na noite do dia 24 de fevereiro de 2004, uma segunda-feira de Carnaval. A israelense estava em Olinda com uma amiga, Noga Eshed, que também recebeu os primeiros atendimentos no hospital público e sobreviveu.

 "Recebemos 3 pacientes baleados após uma briga. Um chegou morto e os outros dois eram duas turistas israelenses. Uma delas chegou em parada cardíaca após o seu coração ser atingido por uma bala. Toda a equipe do plantão socorreu a paciente e realizou, ainda no box da emergência, a sutura do coração e massagem interna. Morah teve lesão cardíaca", relembrou João em uma publicação nas redes sociais.

Por telefone, o médico, que está voltando ao Recife ainda hoje, confirmou que desde o dia em que a paciente recebeu alta de um hospital particular da capital pernambucana não mantém contato direto com ela."O exército, na época ela era oficial, mandava-me laudos com o aspecto do coração dela. Há uns 6 anos atrás, um amigo repórter esteve em Israel e conversou com ela, que enviou uma mensagem de agradecimento", conta.

Viagem

João Veiga, que comandava a equipe do HR no dia do atendimento, irá a Israel já nesta quinta-feira (8). O voo terá escala em Paris, na França, e deve chegar a Tel Aviv, em Israel, neste sábado (10), mesmo dia do casamento de Bomflek. A viagem será acompanhada por membros da embaixada. "Irei rever Morah e sua família, representando a 'família HR' que continua salvando muitas vidas como a dela", comemorou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias