DEBATE

Solidão da mulher negra é tema de palestra no Memorial de Medicina

Promovido pela Rede de Mulheres Negras de Pernambuco (RMNPE), o evento irá abordar a dificuldade das mulheres negras em relacionamentos amorosos

JC Online
JC Online
Publicado em 25/08/2017 às 20:48
Foto: Divulgação
Promovido pela Rede de Mulheres Negras de Pernambuco (RMNPE), o evento irá abordar a dificuldade das mulheres negras em relacionamentos amorosos - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

No próximo dia 2 de setembro, às 14h30, o Memorial de Medicina de Pernambuco, localizado no bairro do Derby, área central do Recife, vai receber uma palestra sobre a solidão da mulher negra. Promovido pela Rede de Mulheres Negras de Pernambuco (RMNPE), o evento irá abordar a dificuldade das mulheres negras em relacionamentos amorosos.

De acordo com o Censo 2010, cerca de 52,89% das mulheres solteiras, no Brasil, são negras. Para a RMNPE, o fato não pode ser considerado uma simples porcentagem, sendo o número de mulheres sem relacionamentos estáveis um fenômeno isolado.

Comandada pela doutora em Ciências Sociais da Universidade de Campinas (Unicamp), em São Paulo, Ana Cláudia Pacheco, que em sua tese de doutorado abordou as escolhas afetivas e os significados da solidão da mulher negra, a palestra pretende fazer questionamentos sobre os fatores e os mecanismos de enfrentamento da situação. A saúde mental das mulheres negras frente à solidão também será discutida.

Gratuito

Para participar, basta se inscrever na página da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco, no Facebook, ou no local. O evento é gratuito.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias