Ação educativa

Orquestra Criança Cidadã participa de ação em defesa do Rio Capibaribe

Nesta quinta (31), oito jovens músicos levarão ao público um repertório regional, pautado por composições de Luiz Gonzaga

Da Editoria de Cidades
Da Editoria de Cidades
Publicado em 29/08/2017 às 10:12
Foto: Paula Passos/Ascom OCC
Nesta quinta (31), oito jovens músicos levarão ao público um repertório regional, pautado por composições de Luiz Gonzaga - FOTO: Foto: Paula Passos/Ascom OCC
Leitura:

A Orquestra Criança Cidadã vai participar da nova edição do projeto Há gosto pelo Capibaribe. Nesta quinta-feira (31), a partir das 8h, um grupo representativo formado por oito jovens músicos levará ao público um repertório regional, pautado por composições de Luiz Gonzaga, como Xote das Meninas e Asa Branca.

Programada pela organização não governamental (ONG) Recapibaribe, a iniciativa consiste em uma série de ações para chamar a atenção da população sobre a importância de conservação do Rio Capibaribe. A expectativa é de que 30 a 50 pescadores participem do projeto fazendo a retirada de lixo no rio, em trajeto que vai da sede da ONG, no Capibar, em Casa Forte, Zona Norte do Recife, até um trecho próximo ao Sport Club do Recife, na Ilha do Retiro, área central da cidade.

O percurso tem duração prevista de quatro horas, e a estimativa é de que sejam retiradas até cinco toneladas de dejetos do rio. “Nós gostaríamos de que o rio tivesse cinco toneladas de peixe vivo, e não de lixo”, pontua a coordenadora da ONG Recapibabibe, Maria do Socorro Cantanhede. Ao final, os barcos vão atracar na rampa do Departamento de Remo do Sport para a pesagem do lixo recolhido.

Cada pescador participante vai receber R$ 80 e uma cesta básica pela contribuição exercida. Os três barcaceiros que retirarem a maior quantidade de lixo terão premiação extra com valor a ser definido. Antes da largada, um café da manhã será oferecido no Capibar, que vai comercializar durante o evento camisas personalizadas que atentam para a questão ambiental ao custo de R$ 25.

A sede do projeto estará aberta ao público para visitação durante o evento, que também contará com a presença de estudantes da Escola Estadual Silva Jardim e do programa Aprendiz Legal, do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE).

Origem

O Movimento Recapibaribe foi fundado há 20 anos pelo casal de ambientalistas Maria do Socorro e André Luiz Cantanhede, com a missão de lutar pela preservação do Rio Capibaribe. Em 2011, o projeto se transformou em ONG, com sede na comunidade do Cabocó, Zona Norte do Recife, e busca sensibilizar as diversas autoridades sobre a poluição que acomete o principal curso d'água de Pernambuco. Mensalmente, a ONG realiza palestras de educação ambiental para até 500 alunos das redes pública e privada de ensino. 

Serviço: 
Projeto Há gosto pelo Capibaribe, da ONG Recapibaribe
Quando: Quinta-feira (31), a partir das 8h
Onde: Capibar - Rua Tapacurá, 101 - Casa Forte - Recife/PE

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias