ACIDENTE

Vítima de acidente no Espinheiro relata violência da colisão

O JC conversou com a esposa do pintor, que está internado no Hospital da Restauração (HR)

Editoria de Cidades
Editoria de Cidades
Publicado em 23/10/2017 às 20:14
Foto: Divulgação/Samu
O JC conversou com a esposa do pintor, que está internado no Hospital da Restauração (HR) - FOTO: Foto: Divulgação/Samu
Leitura:

O pintor Carlos Roberto da Silva, 65 anos, estava a caminho do trabalho, na Zona Oeste do Recife, quando o ônibus em que estava, da linha Rio Doce/ CDU, colidiu com uma árvore no bairro do Espinheiro, Zona Norte da capital. Internado no Hospital da Restauração (HR), na área Central da cidade, desde o início da tarde desta segunda-feira (23), a vítima relatou à família a violência da colisão.

“Meu marido estava em pé na parte da frente do ônibus, próximo à cobradora. Ele conta que foi tudo muito de repente e que acha que o motorista pode ter perdido o controle do veículo. Disse que foi arremessado como uma bola e que muitos de desesperaram depois da pancada. Alguns até desmaiaram de nervosismo”, contou Maria Luciene da Silva, 50, esposa do pintor, em entrevista ao JC.

Carlos passou por exames e, segundo a companheira, tem ferimentos na clavícula, costela e na perna. Outras três pessoas estão no HR, incluindo uma que teve a mão amputada após o acidente. Não há informações sobre sexo ou identificação da vítima.

ACIDENTE

O acidente aconteceu por volta das 12h15 desta segunda-feira. De acordo com o Samu, 26 pessoas ficaram feridas. Vinte e uma foram socorridas pelo próprio Samu, que deslocou 11 ambulâncias, quatro motolâncias e 35 profissionais para o local. Um vídeo registrou o momento da colisão. O caso será investigado pela Delegacia do Espinheiro.

Últimas notícias