NATAL

Dom Fernando Saburido pede mais humanidade durante Missa do Galo

Celebração católica levou centenas de famílias ao quartel do Derby na noite deste domingo (25)

JC Online
JC Online
Publicado em 24/12/2017 às 22:14
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
FOTO: Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Leitura:

Centenas de famílias católicas compareceram na noite deste domingo (24) ao Quartel do Derby, na área central do Recife, para acompanhar a celebração campal da Missa do Galo. Conduzida pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, a cerimônia iniciada por volta das 20h destacou o sentido original do Natal, reforçando a necessidade de mais humanidade no mundo.

Sob uma garoa fina, o público começou a chegar com antecedência, por volta das 17h30. "Minhas tias vinham muito a essa missa e gostavam. Este ano estávamos pensando onde levá-las e decidimos vir pela primeira vez. Depois da oração vamos voltar para casa e celebrar com o restante da família durante a ceia", disse a professora Vanessa Vaz, 36 anos, que com a ajuda da prima Tatiana Maria Costa, 44, levou pela primeira vez as tias Glória e Rejane Machado, 61 e 70, à missa campal.

A professora Vanessa Vaz (esq.) foi pela primeira vez à missa campal com a família

Enquanto os fiéis chegavam, a banda da polícia militar se apresentava com repertório diversificado. Na sequência, a comunidade católica Shalon encenou seu auto de Natal "Filho de Deus, Menino Meu". Encerrando as apresentações, a cantora Cristina Amaral trouxe aos fiéis músicas católicas e da MPB.

"Há seis anos venho para a Missa do Galo no Derby. Acho a missa campal muito bonita. Deixo tudo pronto em casa, venho só e, na volta, toda a família faz a ceia junta", contou a aposentada Ivone da Silva, 72. Já o autônomo Ricardo Parente, 33, encontrou na celebração uma forma de se integrar à nova cidade. "Como católico, sempre ia às missas em Petrolina. Mas esse é o meu primeiro Natal morando no Recife e pedi indicação aos amigos de uma cerimônia para passar o dia de hoje", explicou.

Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Missa do Galo realizada no Quartel do Derby, área central do Recife - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Apresentação da banda da Polícia Militar antecedeu a missa - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Centenas de famílias foram assistir à missa campal - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Governador Paulo Câmara assistiu à celebração acompanhado da família - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Dom Fernando Saburido conduziu a cerimônia - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Arcebispo pediu mais humanidade às pessoas - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
"Para encontrar com Deus é preciso encontrar com pessoas humanas", disse - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem
Dom Fernando ainda destacou a figura do Papa Francisco - Foto: Ashlley Melo/ JC Imagem

Pouca antes das 20h, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), chegou ao quartel acompanhado da família. "Tenho que agradecer a Deus por esse ano e pedi também um novo ano de muita luz, porque em 2018 os desafios continuam", afirmou o governador.

Ao iniciar a celebração da missa, o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, chamou a atenção dos fieis sobre o sentido da data. "Não podemos desviar o foco e só celebrar o exterior e material. O Natal é o aniversário de Jesus e tem que ser lembrado como tal", disse. Durante a homilia, foi lida a mensagem oficial da arquidiocese, que citou em vários momentos a importância do Papa Francisco na busca de bondade. "Para se encontrar com Deus é preciso se encontrar com pessoas humanas", disse.

TRADIÇÃO

A Missa do Galo, pela tradição católica, é originalmente celebrada à meia-noite, entre os dias 24 e 25 de dezembro, momento em que um galo teria cantado forte na noite do nascimento de Jesus para anunciar ao mundo o acontecimento.

Últimas notícias