DESLIZAMENTO

Barreira desliza e atinge residência na Zona Norte do Recife

Com as fortes chuvas, a barreira deslizou e o barro invadiu a residência no Alto do Refúgio. Duas crianças estavam no local no momento do incidente

Julia Aguilera
Julia Aguilera
Publicado em 19/01/2018 às 13:28
Foto: Cortesia
Com as fortes chuvas, a barreira deslizou e o barro invadiu a residência no Alto do Refúgio. Duas crianças estavam no local no momento do incidente - FOTO: Foto: Cortesia
Leitura:

Uma barreira deslizou e atingiu uma residência no Alto do Refúgio, em Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife, na manhã desta sexta-feira (19). O porteiro José Pereira Neto, que mora próximo, informou que no momento do deslizamento duas crianças estavam dentro da casa. O incidente aconteceu na Rua do Cacau.

De acordo com ele, uma casa que fica em cima da barreira estava em obras e, com a chuva, o barro e a areia que estavam no local deslizaram e derrubaram um muro de contenção. Com a queda do muro, a barreira deslizou e invadiu a residência de baixo. No imóvel mora uma família de quatro pessoas, duas crianças e dois adultos. Ninguém ficou ferido, mas nada pôde ser retirado do local. O cachorro da família também foi salvo.

Moradores da rua registraram o estrago causado na residência e denunciaram que a Defesa Civil do Recife foi acionada às 10h40, momento em que aconteceu o incidente, e até às 13h11 não compareceu ao local.

A Defesa Civil do Recife enviou uma equipe para o local no início da tarde e informou que a construção era irregular. "O incidente foi causado por uma intervenção irregular na barreira com a construção de um muro em um imóvel particular, sem orientação técnica", informou a assessoria em nota. 

Precipitação

A cidade de Tamandaré, no Litoral Sul, foi a localidade do estado mais afetada pelas chuvas. Entre as 9h dessa quinta-feira e 9h desta sexta, foi registrado um acúmulo de 87,72mm. Em segundo lugar ficou a cidade de Goiana, no Grande Recife, com precipitação de 81,4mm e chuva. Já o bairro da Várzea, da Zona Oeste da capital, acumulou 81,05mm, ficando em terceiro lugar onde mais choveu.

Na Zona da Mata, o bairro de Cocaú, em Rio Formoso, foi a mais afetada pelas chuvas. A Apac registrou um acúmulo de 68,43mm de água ao longo das 9h de quinta-feira e 9h da sexta. Gameleira, na Mata Sul, ficou em segundo lugar, registrando 57,9mm de chuva. Já Barreiros, que sofreu com fortes chuvas no último mês de maio, registrou 53,71mm.

No Agreste de Pernambuco, foi registrado uma média inferior a 30mm.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias