principio de incêndio

Falha mecânica provocou incêndio em fábrica de borracha no Cabo

"Ocorreu uma falha mecânica em um equipamento que provocou um vazamento de solvente, seguido de incêndio de pequeno porte'', disse a empresa por meio de uma nota

Maria Eduarda Bravo
Maria Eduarda Bravo
Publicado em 05/03/2018 às 10:21
Foto: Cortesia
"Ocorreu uma falha mecânica em um equipamento que provocou um vazamento de solvente, seguido de incêndio de pequeno porte'', disse a empresa por meio de uma nota - FOTO: Foto: Cortesia
Leitura:

Após ocorrer um principio de incêndio na fábrica Arlanxeo - fabricante de borracha sintética para produção de pneus e outros -, localizada no Cabo de Santo Agostinho, no último domingo (4), a empresa se pronunciou por meio de uma nota sobre o acontecimento.

Veja a nota:

"A ARLANXEO do Brasil informa que neste domingo, 4 de março, às 14:21, ocorreu uma falha mecânica em um equipamento que provocou um vazamento de solvente, seguido de incêndio de pequeno porte, em sua unidade de produção de borracha sintética, localizada em Cabo de Santo Agostinho (PE).

Todos os sistemas de proteção e combate a incêndio foram prontamente acionados e as chamas foram rapidamente controladas pela brigada de incêndio da empresa. Não houve vítimas nem danos ao meio ambiente e, tanto a produção, quanto o fornecimento de produtos aos clientes não foram impactados. Uma equipe técnica da empresa está trabalhando na investigação das causas do incidente".

Os bombeiros informaram que a Arlanxeo possui equipamentos e uma equipe bem treinada para lidar com incêndios, porque manipula produtos químicos e inflamáveis no seu processo de produção.

Memória

Em janeiro de 2011, a produção de borracha da Arlanxeo chegou a ser suspensa por conta de um incêndio, que começou com uma explosão numa área da fábrica conhecida como reação, onde são misturados os compostos dos produtos. Na época, quatro unidades do Corpo de Bombeiros foram acionadas para combater o fogo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias