Ciência

Análise da CPRH na praia de Muro Alto indica fenômeno Maré Vermelha

Amostras de água que foram coletadas após registro de mortandade de peixes não constata lançamento de vinhoto ou de outra fonte orgânica

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo
Publicado em 20/03/2018 às 13:54
Foto: Produção/Internet
Amostras de água que foram coletadas após registro de mortandade de peixes não constata lançamento de vinhoto ou de outra fonte orgânica - FOTO: Foto: Produção/Internet
Leitura:

A análise laboratorial de amostras de água coletadas pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) na praia de Muro Alto, no município de Ipojuca, Litoral Sul do Estado, semana passada, indica a ocorrência de uma “floração” ou “bloom algal”. As amostras foram feitas após o surgimento de mancha no local, numa área de aproximadamente 100 metros, conforme notícias da imprensa e informações de moradores ao órgão ambiental.

O resultado da análise

O resultado da análise atesta a ocorrência – semana passada – do fenômeno natural conhecido como maré vermelha, conforme já era especulado. Não foi constatado o lançamento de vinhoto ou de outra fonte orgânica, como chegou a ser ventilado como possível causa para a mortandade de peixes e crustáceos na área.  

A análise apontou a presença de floração de cianobactérias, o que já foi registrado no mesmo local em anos anteriores, com acordo com a nota técnica emitida pelo Laboratório da CPRH. “A floração algal, geralmente sazonar e de caráter transitório, conduz ao crescimento destes organismos na coluna de água, resultando numa acentuada redução da transparência, coloração e frequentemente na presença de odor e sabor nas águas. Este fenômeno é, em geral, consequência do enriquecimento da massa d’água com nutrientes”, explica a nota.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias