SAMU

Samu de Petrolina reduz serviços à população

Das 40 macas que o Samu possui, apenas três estão disponíveis

Kléber Barreto
Kléber Barreto
Publicado em 12/04/2018 às 9:41
Foto: Reprodução
Das 40 macas que o Samu possui, apenas três estão disponíveis - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da cidade de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, está com uma redução nos serviços oferecidos à população. Nessa quarta-feira (11), a Secretaria de Saúde do município divulgou nota esclarecendo que "as macas das ambulâncias saíram para ocorrências e ficaram retidas com pacientes nos hospitais da cidade“.

Atualmente, o Samu possui quatro ambulâncias e 40 macas, mas apenas três estão disponíveis para atendimento.

No mesmo comunicado, a Secretaria informou que a situação se agrava nos finas de semana, quando o número de acidentes aumenta de forma significativa.

Confira a nota na íntegra:

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (SAMU) informa à população que se encontra com os serviços reduzidos, pois, as macas das ambulâncias saíram para ocorrências e ficaram retidas com pacientes nos hospitais da cidade.

Durante o fim de semana, as ocorrências, sobretudo acidentes, aumentam bastante, e, com isso, acontece a retenção de macas pelos hospitais, impedindo que as ambulâncias se desloquem do SAMU para atender aos chamados da população.

De acordo com a diretora do Samu do município, Laís Cabral, o problema é recorrente e se agravou desde o início do ano, quando houve um maior número de acidentados. Outra adversidade segundo Laís, é a falta de estrutura adequada nos hospitais de Petrolina, Juazeiro e interior da Bahia para onde o Samu encaminha as vítimas de acidentes e, que não tem leitos suficientes para atender a alta demanda, fazendo com que seja necessário a alta hospitalar para devolução dessas macas que são cobradas diariamente por uma equipe designada, afirmou.

Previsão

A diretora informou ainda que existe um processo de licitação para tentar amenizar o óbice no município. A previsão é que até o início de junho o material esteja disponível ao órgão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias