JIBOIA

Cobra entra em residência e come pato de estimação no Ipsep

A cobra jiboia foi encontrada pela dona da casa por volta das 6h desta quarta-feira (9). O Cipoma foi acionado para fazer o recolhimento do animal

Bianca Sousa
Bianca Sousa
Publicado em 09/05/2018 às 14:50
Foto: Cortesia/Whatsapp
FOTO: Foto: Cortesia/Whatsapp
Leitura:

Um pato de estimação foi engolido por uma cobra jiboia, no quintal da casa onde ele era criado, no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife, na manhã desta quarta-feira (9). Uma equipe da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) foi ao local para fazer o recolhimento do animal.

A dona de casa Elizabete Xavier, conta que por volta das 6h encontrou a cobra em um galinheiro, que fica no quintal da residência. “Quando abri a janela já vi o pato enroscado nela, e não tinha nem mais como salvá-lo”, conta a mulher.

O Corpo de Bombeiros foi acionado logo em seguida, mas a ocorrência não pôde ser atendida. “Depois de ligar para os Bombeiros, entramos em contato com o Cipoma, por volta das 6h15, para virem resgatar o animal”, diz.

Por conta da espera de recolhimento por parte dos órgãos ambientais, que durou cerca de 7 horas, um vizinho, que é bombeiro militar aposentado, conseguiu colocar a jiboia em um tonel, para evitar que ela fugisse.

Jailton, irmão de Elizabete, conta que animal entrou no galinheiro, mas as galinhas conseguiram escapar, restando o pato como presa mais fácil. “O pato já tem dois anos, o que é considerado uma idade avançada para este tipo de bicho. Ele não teve tanta agilidade quanto às galinhas para se esquivar da jiboia”, conta o rapaz.

O terreno da casa, que é próximo a um canal, já foi visitado por cobras de menor porte, jacaré, e até capivara. Jailton também conta que animal grande assim é a primeira vez que aparece, principalmente, chegando a comer outros bichos.

Resgate

Foto: Cortesia/Whatsapp
O Cipoma foi acionado para fazer o recolhimento do animal - Foto: Cortesia/Whatsapp
Foto: Cortesia/Whatsapp
O Cipoma foi acionado para fazer o recolhimento do animal - Foto: Cortesia/Whatsapp
Foto: Cortesia/Whatsapp
O Cipoma foi acionado para fazer o recolhimento do animal - Foto: Cortesia/Whatsapp
Foto: Cortesia/Whatsapp
O Cipoma foi acionado para fazer o recolhimento do animal - Foto: Cortesia/Whatsapp

Apesar do susto, o Sargento Evandro do Cipoma conta que a jiboia não é venenosa. Ela foi recolhida e encaminhada ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). A cobra receberá os devidos cuidados e será devolvida em segurança à natureza.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias