Patrimônio

Igreja do Bonfim terá obra de restauração concluída até agosto

Localizada no Sítio Histórico de Olinda, Igreja do Bonfim estava no meio de um impasse entre moradores e prefeitura por causa de fios de alta tensão

Da Editoria Cidades
Da Editoria Cidades
Publicado em 13/06/2018 às 8:08
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Localizada no Sítio Histórico de Olinda, Igreja do Bonfim estava no meio de um impasse entre moradores e prefeitura por causa de fios de alta tensão - FOTO: Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

A obra de restauração da fachada lateral da Igreja do Bonfim, no Sítio Histórico de Olinda, começa na próxima semana depois de moradores e prefeitura chegarem a um consenso sobre a transferência da fiação de alta tensão da Rua do Bonfim. Em reunião, o município aceitou a proposta da comunidade e os fios vão cruzar a via, em vez de passar em linha reta na frente de oito casas, como estava previsto.

Com o acordo, o serviço na rede elétrica teve início ontem e deve terminar amanhã, sem interrupção no fornecimento de energia. Nesse período, a circulação de veículos fica parcialmente suspensa na via, das 7h às 17h. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) vai retirar o poste instalado no início deste ano na calçada da casa de número 389 da Rua do Bonfim e colocar a haste no lado contrário.

A fiação sairá desse ponto e cruzará a rua até o novo poste fixado na calçada do Grupo Escolar Duarte Coelho. Antes da mudança, os fios passavam pela lateral da Igreja do Bonfim. A prefeitura solicitou a transferência para o outro lado da rua, onde fica o casario, para garantir a segurança dos operários que trabalharão na restauração. Moradores discordaram e alegaram que o poste funcionaria como escada para ladrões entrarem nas casas.

“Nunca fomos contrários à obra e desde janeiro, quando botaram o poste na frente das casas, sugerimos que ele fosse colocado na calçada ao lado da igreja e deixasse o outro na calçada do colégio, com os fios cruzando a rua. É uma solução que atende a todos”, declara Maria Chaves, moradora da Rua do Bonfim.

Restauração

A secretária-executiva de Patrimônio de Olinda, Ana Cláudia Fonseca, disse que a prefeitura levou a sugestão dos moradores à Celpe e a empresa considerou viável. “Tivemos um diálogo tranquilo com os moradores e em agosto próximo terminaremos a restauração da Igreja do Bonfim”, declara Ana Cláudia. Financiada pelo governo federal, com recursos do PAC Cidades Históricas, no valor de R$ 2,09 milhões, a obra começou em maio do ano passado.

Segundo a secretária, a intervenção na lateral da igreja prevê a recuperação da cimalha (onde se assentam os beirais do telhado), raspagem, aplicação de fundo protetor e pintura da parede. A restauração da cúpula da torre sineira, que estava rachada e provocou a interdição da Igreja do Bonfim em fevereiro de 2012, do piso, das esquadrias, da escada, dos forros e da fachada principal do templo está pronta. “Falta concluir, também, a restauração dos bens artísticos”, diz Ana Cláudia.

Últimas notícias