Religião

Igreja Católica lança campanha para coleta do dízimo

O Projeto Dízimo 2018 foi apresentado em missa celebrada na Sé de Olinda domingo passado (30/09)

Cleide Alves
Cleide Alves
Publicado em 04/10/2018 às 9:44
Foto: Arquidiocese de Olinda e Recife/cortesia
O Projeto Dízimo 2018 foi apresentado em missa celebrada na Sé de Olinda domingo passado (30/09) - FOTO: Foto: Arquidiocese de Olinda e Recife/cortesia
Leitura:

Pela primeira vez, a Arquidiocese de Olinda e Recife lança projeto para recolher o dízimo com a comunidade católica pernambucana. A proposta, que tem como tema A grande alegria é partilhar, prevê contribuição financeira regular sem definir valor fixo. Cada cidadão colabora com o que puder e o dinheiro arrecadado ajudará a manter as atividades de evangelização e de assistência social desenvolvidas pela entidade.

“A doação é livre e o dinheiro não é o fim, mas o meio para realizarmos os trabalhos de evangelização”, explica Edmilson Apolinário, um dos integrantes da Comissão Arquidiocesana de Pastoral do Dízimo, criada há cerca de dois anos. Segundo ele, a campanha terá duração de 12 meses e envolve as 132 paróquias vinculadas à arquidiocese. Nesse período, a comissão pretende despertar entre os fiéis a importância da partilha, informa.

Uma das estratégias do grupo são ações de acolhida nas missas celebradas em fins de semana e frequentadas por mais de 200 mil pessoas no território da arquidiocese. “Com a acolhida, a pessoa que entrar na igreja vai se sentir em casa. E assim como em família ela garante os seus o direito a comida, vestimenta e lazer, o mesmo pode ser feito para ajudar quem não tem acesso a esses bens, a Igreja é uma família”, destaca Edmilson Apolinário.

Ele ressalta, entre os trabalhos de assistência social da arquidiocese, ajuda a creches e asilos, distribuição de cestas básicas e tratamento para dependentes químicos. “Juntos poderemos fazer muito mais do que fazemos hoje. Nos momentos de acolhidas nas igrejas vamos abraçar todas as pessoas, as que contribuem e as que não contribuem com o dízimo. A campanha não é pelo dinheiro, é pela convivência em comunidade”, observa.

O Projeto Dízimo 2018 foi lançado no último domingo (30/09) pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Antônio Fernando Saburido, em missa na Igreja da Sé, na Cidade Alta de Olinda. Todos os anos a campanha será renovada com um tema diferente. “O compromisso é regular, mas cada paróquia define a forma de arrecadação. Esperamos que, em cinco anos, a contribuição do dízimo sustente as ações de evangelização da arquidiocese”, diz ele.

Apoio

Secretária aposentada e frequentadora da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima de San Martin, na Zona Oeste do Recife, Neide Araruna aprova a proposta da arquidiocese. “Dízimo é devolver a Deus aquilo que ele dá a você. A Igreja Católica não exige muito, nós devolvemos com amor aquilo que o nosso coração manda e, com isso, ajudamos outras pessoas a viverem com dignidade”, afirma Neide Araruna.

“É uma boa proposta da arquidiocese porque vai beneficiar aqueles que mais precisam”, diz Rozilda Lins de Azevedo, moradora do bairro da Boa Vista, no Centro do Recife. Ela vai à missa todos os fins de semana e colabora com a igreja mensalmente. “Já faço a minha parte”, comenta.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias