COLISÃO EM MORENO

''Ele está pagando desde que levantou do banco do carro'', diz tio de vítimas sobre colisão na BR-232

O corpos das vítimas, Renata Moura e de sua filha Ingrid Moura, foram sepultados no final desta manhã no Cemitério de Santo Amaro

Julia Aguilera
Julia Aguilera
Publicado em 02/04/2019 às 14:00
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
O corpos das vítimas, Renata Moura e de sua filha Ingrid Moura, foram sepultados no final desta manhã no Cemitério de Santo Amaro - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Leitura:

"Ele está pagando desde a hora que levantou do banco do carro. Ele está no Cotel e vai pagar por muito tempo, essa perda não vai ser fácil", disse João Batista Gomes de Moura, tio de mãe e filha vítimas de colisão em Moreno, sobre o condutor do veículo em que elas estavam, que era marido e pai, respectivamente, de ambas. 

A declaração foi dada durante o sepultamento de Renata Moura, 33 anos, e sua filha, Ingrid Moura, 13, no Cemitério de Santo Amaro, área central do Recife. Mãe e filha faleceram no domingo (31), após o carro em que elas viajavam colidir em outro veículo, na pista contrária. Quem dirigia o carro da família era o marido de Renata, Leandro Pereira da Silva, 32, que apresentava sinais de embriaguez, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Após passar por audiência de custódia, Leandro foi preso preventivamente e encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na tarde dessa segunda-feira (1º). 

Os corpos das duas receberam as últimas homenagens de familiares e amigos nesta manhã. O momento foi marcado por muita comoção e choro. Irmã de Renata, Jaqueline Abílio de Moura lamenta a perda da irmã e da sobrinha, que segundo ela, eram pessoas muito alegres. “Minha irmã era muito amada. Era boa filha, boa sobrinha, uma mãe muito dedicada aos filhos… Era uma pessoa maravilhosa”, conta. Segundo ela, a irmã havia o passado o domingo com a família do esposo em Bonança, distrito da cidade de Moreno. No carro também estavam outros dois filhos do casal, de 4 e 8 anos. Eles chegaram a ser socorridos mas receberam alta e agora estão sob os cuidados da avó materna. 

A colisão aconteceu por volta das 20h, no km 21 da BR-232, nas imediações da cidade de Moreno. O veículo da família estava trafegando no sentido Recife e, após Leandro perder o controle da direção, invadiu a pista contrária, batendo de frente com outro veículo. O condutor do segundo carro era o dentista Filipe Emmanuel Barbosa da Silva, de 41 anos, que também não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Com ele estavam sua esposa e sua sogra. As duas foram socorridas e não há informações sobre o estado de saúde. 

Vídeo do acidente

Um circuito de segurança flagraram o momento em que os dois veículo colidiram na BR-232, na cidade de Moreno, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Dentro dos automóveis estavam oito pessoas, de duas famílias.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias