IPOJUCA

Professor morre afogado em Porto de Galinhas

Segundo uma amiga da vítima, na quinta-feira (18), após o trabalho, o professor foi para a praia com amigos aproveitar o feriado de Páscoa

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 20/04/2019 às 15:21
Notícia
Foto: Cortesia
Segundo uma amiga da vítima, na quinta-feira (18), após o trabalho, o professor foi para a praia com amigos aproveitar o feriado de Páscoa - FOTO: Foto: Cortesia
Leitura:

Um professor e enfermeiro morreu afogado, na noite dessa sexta-feira (19), em Porto de Galinhas, no município de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife. De acordo com a Polícia Civil, Gleidson Monteiro dos Santos, 34 anos, se afogou na Praia de Cupe.

Segundo uma amiga da vítima, na quinta-feira (18), após o trabalho, o homem, que trabalhava coordenador do curso de enfermagem de um centro universitário de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foi para a praia com amigos aproveitar o feriado de Páscoa. O irmão do professor, Wesley Monteiro, contou que ele teria decidido tomar banho de mar por volta das 21h da sexta.

Um amigo que estava com Gleidson explicou que a maré encheu rapidamente e os dois foram arrastados pelas ondas fortes e puxados pela correnteza. O amigo conseguiu sair da água, mas Gleidson foi levado. Pessoas que estavam na praia conseguiram retirá-lo da água, mas o professor já estava sem vida. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) chegou a ser acionado.

Velório

O corpo de Gleidson Monteiro dos Santos foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central do Recife. Segundo familiares, que estiveram no IML, o velório e enterro serão realizados no Parque dos Arcos, em Caruaru, após liberação do corpo. O caso foi registrado na Delegacia de Porto de Galinhas.

Nota do Unifavip

"A Reitoria do UNIFAVIP I WYDEN vem a público externar seu sentimento de mais profundo pesar com a notícia do falecimento do querido professor GLEIDSON MONTEIRO. Estamos acompanhando as informações sobre velório e sepultamento e em breve comunicaremos à nossa comunidade acadêmica. A instituição se solidariza com os familiares, colegas de trabalho e alunos do docente."

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias