INVESTIGAÇÕES

Polícia investiga se mala com vestido de noiva não teria sido extraviada, mas furtada

O caso aconteceu no último dia 11 de maio. A pernambucana Tatiana Viard e José Augusto Rangel moravam no Rio de Janeiro e vieram ao Recife para selar a união

JC Online
JC Online
Publicado em 21/05/2019 às 17:35
Notícia
Foto: Reprodução/TV Jornal
O caso aconteceu no último dia 11 de maio. A pernambucana Tatiana Viard e José Augusto Rangel moravam no Rio de Janeiro e vieram ao Recife para selar a união - FOTO: Foto: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A mala com o vestido da noiva que teria sido extraviada no último dia 11 de maio foi entregue à dona nesta terça-feira (21), três dias após a cerimônia de casamento dos noivos Tatiana Viard e José Augusto Rangel. Na bagagem extraviada, estavam o vestido, convites, senhas e outros itens que seriam usados por Tatiana no dia da cerimônia. O conteúdo da mala tinha um valor orçado em mais de R$ 40 mil.

O casamento de Tatiana e José aconteceu no último sábado (18), na presença de amigos e familiares dos noivos, na Rua da Aurora, no Centro do Recife. A noiva se casou com um vestido doado por uma loja do Recife que tomou conhecimento do caso e ficou sensibilizada com a situação.

Mala teria sido furtada

Segundo apurou a TV Jornal, a mala da noiva teria sido furtada, e não extraviada como estavam todos pensando. O suspeito de furtar a bagagem é um homem que veio ao Recife para visitar a mãe que vive no município de Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR).

A polícia analisou as imagens das câmeras de segurança no momento do embarque no Rio de Janeiro e no desembarque, aqui no Recife. Pelos vídeos, a polícia notou que o homem pegou a mala que o pertencia e a mala de Tatiana.

Em um quarto próximo à casa da mãe do suspeito, a bagagem foi encontrada. À TV Jornal, o homem contou que estava sob o efeito de medicações e, com isso, pegou a mala da pernambucana por engano. Ainda segundo o suspeito, ele teria tentado entrar em contato com a Azul, companhia aérea utilizada para a viagem do Rio ao Recife, mas não conseguiu atendimento.

Relembre

Os noivos desembarcaram no Recife no dia 11 de maio após dois anos de relacionamento para selar a união na presença de amigos e familiares. Tatiana Viard, que é pernambucana, trazia do Rio de Janeiro, onde morava com José Augusto Rangel, o vestido que usaria no grande dia, além de convites, senhas e outros itens que seriam usados no casamento.

No entanto, ao chegar na capital os noivos perceberam que mala havia sumido.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias