Susto

Vídeo: Porto de Galinhas registra ventania de 32 km/h

Cadeiras e mesas de estabelecimentos foram arrastados pela ventania

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 20/07/2019 às 18:03
Notícia
Foto: Reprodução
Cadeiras e mesas de estabelecimentos foram arrastados pela ventania - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Uma forte rajada de ventos assustou moradores e turistas em Porto de Galinhas, Ipojuca, no Litoral Sul, nesta sábado (20). Em vídeos que circulam pelas redes sociais, é possível observar que cadeiras, mesas e telhas de estabelecimentos foram arrastados pela ventania. Apesar do susto, o fenômeno não causou maiores danos.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Jornal do Commercio PE (@jc_pe) em

De acordo com Fabiano Prestrêlo, meteorologista da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), foram registradas rajadas de ventos de 32 km/h, quatro vezes maior que o normal. Ainda de acordo com o profissional, ventos mais fortes, nesta época do ano, é comum de acontecer.

"Em julho e agosto que são comuns essas ventanias. [É um] fenômeno anticiclone que está provocando esses ventos mais fortes", justificou o meteorologista. Segundo Fabiano, apesar de intensos, os ventos não são constantes e a tendência é que o a velocidade volte ao normal posteriormente.

Ainda de acordo com o profissional, a escala Belforte categoriza os ventos entre 0 e 12. A ventania registrada neste sábado atingiu o nível 5, considerada uma brisa forte.

Marinha estendeu alerta

Neste sábado (20), o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) divulgou um alerta estendendo o período em que o litoral dos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco e parte do Rio Grande do Norte podem ser atingidos por um sistema de alta pressão.

De acordo com o órgão, o sistema de alta pressão pós-frontal poderá ocasionar rajadas de ventos de até 74 km/h.

Com isso, a Marinha informou que há condições favoráveis para ocorrência de ondas entre 3 e 4 metros de altura, no litoral dos estados citados e em estados das regiões Sul e Sudeste.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias