AGRESSÃO

Vídeo: influenciadora digital é agredida em Piedade

A influenciadora contou que ‘puxou’ o carro imediatamente para não sofrer ainda mais

JC Online
JC Online
Publicado em 07/11/2019 às 21:59
Notícia
Foto: Reprodução/Instagram
A influenciadora contou que ‘puxou’ o carro imediatamente para não sofrer ainda mais - FOTO: Foto: Reprodução/Instagram
Leitura:

A influenciadora digital Thaliane Pereira foi agredida em um posto de gasolina, em Piedade, no município de Jaboatão dos Guararapes. Segundo informações de Thaliane, ela foi puxada pelo pescoço, recebendo socos na testa quando saía de um salão de beleza na última segunda-feira (04).

Confira a publicação

Ver essa foto no Instagram

NÃO À VIOLÊNCIA CONTRA MULHER, DENUNCIEM! Arraste pro lado ???????? Oi gente, hoje vim compartilhar com vocês um assunto super importante que não me cabe calar. Vocês sabiam que o índice de mulheres que são violentadas por dia no Brasil é altíssimo? E é com muita tristeza que vim dividir com vocês que essa semana eu entrei nessa estatística. Na segunda, fui violentada por um estranho na saída de um posto de gasolina, essa que está dentro do carro, SOU EU! não iria falar sobre o assunto, mas depois decidi me expor e mostrar pra vocês que isso é real sim e aconteceu comigo. É triste ver que essa realidade está bem na nossa cara e que milhares de situações como essas acontecem todo dia e muitas mulheres se calam. Precisamos mudar esse quadro alarmante, falem COMPARTILHEM não é vergonha lutar pela nossa liberdade de ir e vir para que amanhã não ocorra com sua filha, esposa, mãe. Segunda feira infelizmente foi comigo, e eu não vou me calar. CHEGA! COMPARTILHEM E AJUDEM AS MULHERES A SE UNIREM NESSA CAUSA. #violenciacontramulher #diganao #explore

Uma publicação compartilhada por ?????????? ? Thaliane Pereira? (@thalianepereira) em

A influenciadora publicou um vídeo em suas redes sociais com imagens do circuito interno do local. No registro, um rapaz que estava vestido de camisa branca, um boné e uma mochila vai em direção ao carro que a vítima estava conduzindo. No momento em que ela manobra para sair do posto, ele se projeta para dentro do veículo. É quando ele dá início ao ataque. “Eu nunca imaginei que ele iria me bater”, contou a vítima.

A jovem descreve o momento da agressão. “Ele puxou o meu pescoço, deu um murro e falou ‘sua desgraçada”, explicou. Segundo a vítima, ela teria acelerado o carro e seguiu ‘desnorteada’ para sua casa. A jovem não entende o motivo da agressão. Thaliane acredita que se não houvesse reagido prontamente, poderia ter sido pior. “O intuito dele era machucar. Caso eu não tivesse puxado o carro, ele iria bater mais”, afirmou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias